Petrobrás, agora vai?

Acho que essa é a pergunta que mais passa pela cabeça dos atuais investidores e ex-acionistas no momento:

Chegou a hora dela? será que Petro agora vai?

“Passadinhas” à parte, a gestão de Graça Foster trouxe um viés mais técnico para empresa e num momento crítico.

O sucesso do pré-sal vem como o salvador da pátria para empresa, num meio produtivo de recursos finitos ela precisa de novas fontes de sua matéria prima.

Veja o gráfico abaixo:

Producao

Imagine que esta estabilização da produção vem sendo conseguida graças já aos primeiros avanços nesse campo.

Bem verdade que ainda temos muita força política nessa empresa e isso afeta a precificação, além do impacto para os investidores de fundos imobiliários.

Sua presença como inquilina de prédios é vista em pelo menos 4 FIIS: XPCM11 – Macaé,  XTED11 – TRX Edifícios, BRCR11 – BC Fund e ALMI11B – Torre Almirante.

Num movimento de busca por maior eficiência, faz sentido desmobilizar ou alugar e privilegiar o processo produtivo.

Projetos que não apresentam retorno convincente foram postergados e essa deverá ser a toada dos próximos anos para a empresa.

Resta acompanhar se toda a melhoria na eficiência chegará até o lucro e assim, sustentar a elevação de preços de suas ações, também impactadas como dito anteriormente por fatores políticos.

E você acionista da empresa ou antigo investidor, o que espera para empresa nos próximos anos?

Agora vai? 🙂

Anúncios

8 comentários sobre “Petrobrás, agora vai?

  1. Além das eleições: 2 fatores levam à alta de mais de 4% da Petrobras nesta terça

    Após abrir em queda, os papéis da companhia registram fortes ganhos; pesquisa eleitoral apontando para queda da Dilma em um dos seus redutos eleitoral, o Ceará, passando de 66% das intenções de voto para 58% e dólar em queda também beneficiam ações da estatal

    Por Lara Rizério |

    SÃO PAULO – Em um dia de forte volatilidade, as ações da Petrobras (PETR3;PETR4) registram forte alta no início da tarde desta terça-feira (6). Às 14h47 (horário de Brasília), os papéis ON da companhia registram alta de 4,21%, a R$ 17,09, enquanto os ativos PN registram forte valorização de 4,04%, a R$ 18,28, seguindo o forte movimento de ganhos da última sexta-feira e após uma “pausa” na última sessão, quando os papéis PN ficaram próximos à estabilidade.

    Na semana passada, os fortes ganhos da companhia (alta de 3,77% para os ativos PETR3 e de 6,22% para os papéis PN apenas na sexta-feira) foram motivados em meio aos rumores – confirmados – de que a pesquisa Istoé/Sensus divulgada no último sábado traria uma disparada de Aécio Neves na corrida eleitoral para a presidência. E a pesquisa apontou pela primeira vez um 2º turno entre Aécio Neves e Dilma Rousseff.

    Enquanto Dilma Rousseff (PT) teria 35% das intenções de voto, Aécio Neves (PSDB) teria 23,7% e Eduardo Campos possui 11% das intenções de voto. Assim, a oposição conseguiria 34,7%, o que configuraria um empate técnico frente a margem de erro da pesquisa de 2,2%. Como os investidores não aprovam o intervencionismo da atual presidente no mercado, o crescimento dos adversários de Dilma na disputa eleitoral é bem recebida na Bolsa Brasileira.

    Vale destacar que, desde que os primeiros rumores de pesquisas eleitorais em março e que mostraram o enfraquecimento da candidatura de Dilma, as ações PETR3 já registraram ganhos de 40% e os papéis PETR4, ganhos de cerca de 50% e atingem a cotação máxima desde o final de novembro de 2013. Vale ressaltar que, naquela época, a companhia anunciou aumento do preço de gasolina e diesel, mas decepcionou ao não revelar a nova metodologia de reajustes conforme indicado por Graça Foster em outubro, o que levou a forte queda das ações.

    E as especulações eleitorais seguem em pauta no mercado; nesta semana, o Datafolha divulgará pesquisa. E, nesta data, o Ibope divulgou pesquisa de intenção de voto presidencial com eleitores do Ceará, mostrando uma queda de Dilma no estado, importante reduto eleitoral da presidente. Contudo, ela continua disparada na frente: em março, Dilma tinha 66% da preferência do eleitorado e passou para 58%, enquanto Aécio e Campos ficaram com 7%.

    A pesquisa foi realizada de 27 a 30 de abril, com margem de erro de 3 pontos percentuais e registro no TSE sob o número 00100/2014. Conforme ressalta a XP Investimentos, a perda de espaço, ainda que não capitalizada para um aumento expressivo de intenções de voto aos concorrentes, é expressiva. Cabe lembrar que, em 2010, Dilma venceu o candidato do PSDB José Serra por 77,35% a 22,65% dos votos válidos no estado.

    Porém, além das especulações, ainda há outro fator: a tendência de queda do dólar que, no mesmo horário, registrava queda de 0,77%, a R$ 2,230 na venda. No ano, a moeda norte-americana registra queda de 4,69%. Conforme ressalta o analista da Leme Investimentos, João Pedro Brugger, a companhia se beneficia com a baixa da moeda estrangeira, uma vez que ela é importadora de combustíveis para revendê-los no mercado nacional, com um desconto em relação aos preços internacionais e possui boa parte de sua dívida em dólar.

    Curtir

  2. Para mim, nada mudou.

    Houveram avancos significativos no pre-sal mas que somente compensaram o declinio (acentuado) dos campos maduros, como bem apontado nesse texto.

    Divida continua astronomica, projetos pouco economicos sendo avancados, sucateamento das estruturas existentes, falta de paradas para manutencao, estouros de orcamento na maioria dos projetos, preco do barril estavel ha anos, intervencao politica acentuada, aposentadoria de mais de 10% da forca de trabalho ao mesmo tempo (e provavelmente a mais experiente – espero que tenha sido nas areas de apoio e nao na area tecnica, que eh o core da empresa). Capacidade organizacional duvidosa (em numero) para tantos projetos MUITO complexos simultaneamente, baixa taxa de utilizacao dos ativos (producao x capacidade) das plataformas, controle de precos do governo. E por ai vai!

    A Petro vem fazendo tudo ao contrario das grandes petroleiras internacionais e isso eh preocupante.

    Torco pela empresa e acredito no seu corpo tecnico, que apesar de limitado (em numero) eh muito bem capacitado.

    A empresa tinha tudo para (continuar a) dar certo mas deveria ter compartilhado mais os riscos, investimentos e a execucao tecnica com outras grandes empresas internacionais. Essa eh a principal estrategia no ramo do petroleo ha decadas e os visionarios PTistas, metidos a sabe tudo, preferiram trazer um vies politico e alardear a (BOBAGEM) do petroleo eh nosso ao inves de seguir as boas praticas de gestao na industria!

    Nao vendi minha (pequena) posicao mas esta em quarentena ha muito tempo ate a empresa comecar a mostrar os resultados destes investimentos todos.

    O que eu acho mais engracado eh que todo mundo ficou animado com essa subida recente de 50% mas esqueceram que ela caiu o mesmo valor absoluto (esse eh o problema de analises percentuais) em pouco tempo, sem falar na queda acumulada nos ultimos anos.

    Os lucros recentes foram mediocres se descontados os nao-recorrentes (farm-outs).

    Curtido por 1 pessoa

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s