Crise é uma Oportunidade?

Crise

Uma pergunta do meu amigo estimado PauloAlf me causou certa reflexão nos últimos dias, veja:

“Tetzner poderia explicar um pouco a sua estrategia por trás desta compra de OIBR4?”

A estratégia era ganhar 14,4% em 24 horas amigão! Brincadeira, brincadeira… mas foi de fato o que aconteceu 🙂

Sorte? Sim, com certeza

Antes disso teve a Vale5 de 27 a 30 e trazendo mais 11% e já ia me esquecendo da BRIN3 junto com o amigo Uó e de lá vieram mais de 30%.

Sorte? Sim, com certeza

Minha definição de Sorte é quando o preparo encontra a oportunidade.

O que não pode é falar que o mercado é um jogo e que bolsa é cassino, se você nem ao menos se dá ao trabalho de ler as regras, estudar os jogadores e pagar para ver.

Vejam que belo pregão o de hoje, quando todos falavam em novo teste de suporte, lá foi o índice buscar as estrelas, levanto toda a carteira no embalo e com volume ascendente, sinal de retorno dos investidores.

Mas espera ai Tetzner: primeiro você fala em Trade e agora vem com essa de Carteira, então: “qual é a tua meu irmão??”

A minha é a o que melhor remunera o meu capital e assim tem sido desde que eu aprendi a parar de perder dinheiro e comecei a valorizar meu tempo, investir nos estudos e no aprimoramento.

Conhecer as empresas, ler seus resultados trimestrais, compartilhar conhecimento com os amigos, debater resultados, extrapolar sobre os rumos da economia, … são horas e horas de tempo e dedicação.

Em minha opinião uma empresa pode ser excelente, mas se estiver fora do preço que considero justo, prefiro não comprá-la.

Se uma outra empresa for considerada ruim, mas estiver no caminho certo para melhorar e em um patamar de preço adequado, porque não investir?

Tudo tem que ser visto no contexto adequado e lembrando que Carteira são os ativos que você admira e mantém; empresas que você considera espetaculares, únicas em seus seguimentos.

As posições de estudo são essas compras de acompanhamento, situação ideal para pegar uma empresa e acompanhá-la num momento não tão interessante de sua longa história. Essa frase final já te livra de muita porcaria: Longa História.

Sem informação para acompanhar e entender o negócio performando é impossível de se estudar, ai sim vira aposta, vira cassino.

E assim foi com a grande maioria dos IPOs de Ações e de FIIs… prefiro pagar mais caro depois ou pegar a ação num momento de mau humor do mercado a comprar nos lançamentos às cegas.

E ai, ainda acha que é “Sorte”?

Quais são os seus métodos de estudo e avaliação?

O que considere fundamental numa empresa?

O que é Diferencial Competitivo para você?

Anúncios

7 comentários sobre “Crise é uma Oportunidade?

  1. Como disse no blog do Corey:
    “Sorte e azar são escolhas que fazemos dado a um evento que moldamos no passado”.
    Se nos basearmos em compras e vendas às cegas sem ao menos darmos ao trabaho de pesquisar e estudar sobre aquele assunto, é muito provável que o azar acompanhe você na sua jornada… Agora, se você estuda, pesquisa e trabalha em cima de um determinado tema, muito provavelmente a sorte irá lhe acompanhar…

    Eu sempre trabalho na ideia de “faça o simples e aperfeiçoe com o tempo”.

    O que diferencia um ganhador de um perdedor nos investimentos de renda variável são três fatores:
    “conhecimento, humor e sorte”.
    Como disse anteriormente, a sorte está interamente ligada ao conhecimento. O humor seria de ambos os lados, do mercado e do investidor. Uma pessoa afobada tende a fazer coisas que não deveriam ser feitas, já uma pessoa com paciência, pensamento rápido tende a fazer movimentos corretos e completos que normalmente dão um ótimo retorno ao bolso do mesmo.

    Um exemplo prático:
    – A quase dois anos, fiz a besteira de entrar no mercado de derivativos, mais precisamente o mercado de opções. Azar completo, onde perdi um aporte mensal em menos de um mês.
    – Iniciei a exatamente um mês os meus trades… Até o momento estou com um acumulado de 10% sobre o valor total reservado para trades. Sorte ? Sim. 😀

    Uta!

    Curtir

  2. Quem realmente sabe o que esta fazendo e para onde quer ir, sempre achará a crise o momento de oportunidade.

    As vezes alguns colegas me perguntam: “pô, mas se alguns dos melhores gestores de portfolio saem vendendo em momento de crise, pq vc se acha o sabichão em pensar o contrario?” A resposta é muito simples, gestores de carteira são contratados para “deixar a carteira no azul”. Se vc, cliente inexperiente, paga uma fortuna de taxa de administração e vê seu dinheiro encolher 30%, vai pensar: “melhor tirar o dinheiro do casino e deixar na poupança mesmo”.

    Mas nós, que procuramos estudar diariamente um pouquinho, assim que vemos algum dos nossos ativos “no vermelho” logo pensamos em comprar ainda mais do que antes, afinal “se quando eu comprei estava bom, imagina agora com 30% de desconto”. Essa sempre vai ser a mentalidade de quem sabe o que faz .

    Entao meu caro amigo, a resposta é SIM.

    Crise nada mais é do que um acelerador de riqueza para os preparados e um acelerador de pobreza para os aventureiros.

    Curtido por 2 pessoas

    • Tetzner, tenho buscado seguir essa estratégia que vc brilhantemente comentou: a) ter uma carteira relativamente fixa, com ativos de valor , com aportes periódicos e que pretendo carregar a longo prazo – claro que com reavaliações; b) em separado da carteira “fixa”, buscar “mini-especulações” (acho que são os exemplos que vc comentou acima, de posições de estudo em OI, BRIN, VALE…).
      E concordo com vc, NÃO é sorte, mas estudo e dedicação. Porém, devido à minha inexperiência, minha grande dificuldade tem sido selecionar ativos para essas operações. No caso da BRIN, ótima dica do Uó, li os comentários mas perdi o bonde, por não saber operar rapidamente (acho que agora aprendi…). Então: como achar esses “tesouros escondidos” no momento certo, dentro do universo do Bovespa ? Vc sugere algum filtro, para selecionar alguns ativos para esse tipo de operação e começar a acompanhá-los mais de perto ? Obrigada e abs.

      Curtido por 1 pessoa

      • Opa, Clara, na verdade não dei dica não, rs, a BRIN era um ativo que vinha acompanhando e comprando aos poucos desde meados do ano passado, e de repente a cotação caiu a menos da metade das minhas compras. O que pensar? Será que estava tão errado assim nas minhas análises? Será que a empresa vai falir de um trimestre para o outro? Será que o mercado está certo? Nestes momentos três coisas podem acontecer: a primeira é vc ficar paralisado e não saber o que fazer, se compra mais ou se vende, acabando ficando petrificado sem tomar nenhuma atitude. Outro comportamento é o do desespero, ao ver seu ativo virar pó vc resolve vender tudo, na ânsia se pegar de voltar os últimos centavos. O terceiro comportamento é vc encarar o mercado de frente e ir às compras, acreditando que se trata de uma boa oportunidade de aportes.

        O mais sensato nestes casos é aguardar de 3 a 5 dias, para entender o que realmente está ocorrendo, se perder o bonde paciência, outras oportunidades surgiram, operar rapidamente também pode ser um perigo, então é bom ter muita calma nestas horas. rs

        Curtido por 1 pessoa

      • clara
        essas coisas a gente só aproveita se ao longo do tempo estiver consciente, caso da brin já vinha chamando a atenção nos últimos resultados
        por isso postamos os resultados, e ai comentamos
        se algo era excelente, vira bom e depois regular, alguma coisa tem
        coitado do acionista que só olha 1 vez por ano; tadinho mesmo, tenho dó

        Curtido por 1 pessoa

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s