VLID – VALID SOLUÇÕES E SERV. SEG. MEIOS PAG. IDENT. S.A.

VLID3

BMFBovespa: VLID3

Sinônimo de confiabilidade há mais de meio século, a Valid atua na oferta de produtos e serviços em sistemas de identificação, telecomunicação e meios de pagamento por meio de quatro unidades de negócio, suportadas por uma robusta e eficiente estrutura operacional que permite à Companhia oferecer, desenvolver e entregar aos seus clientes soluções sob medida às suas demandas com flexibilidade, agilidade e excelência.

RI: affonso@valid.com.br; rita.carvalho@valid.com.br

Site: http://www.valid.com.br/ri

Anúncios

30 comentários sobre “VLID – VALID SOLUÇÕES E SERV. SEG. MEIOS PAG. IDENT. S.A.

  1. Valid divulga avanço de 14,9% no lucro do 3T16

    A receita líquida foi de R$ 425,9 milhões no 3T16, 5,6% inferior ao 3T15. O EBITDA foi de R$ 75,3 milhões, 8,4% inferior ao apresentado no 3T15. O lucro líquido subiu 14,9% ante o 3T15, atingindo R$ 50 milhões.

    Curtir

  2. RESULTADOS 1T15

    LL 35,6MM +46,5%x 1T14

    DESTAQUES
    Receita Líquida totalizou R$ 361,1 milhões no trimestre, 20,3% superior aos R$ 300,1 milhões apresentados em 2014;

    EBITDA Ajustado foi 21,6% superior ao 1T14 passando de R$ 56,5 milhões para R$ 68,7 milhões no 1T15;

    Meios de pagamento:
    – EBITDA 52,4% superior ao 1T14, principalmente pela contribuição da operação americana;

    Sistemas de Identificação:
    – Receita Líquida crescendo 15,7% no 1T15 em relação ao 1T14;

    Certificadora Digital:
    – EBITDA 28,6% superior ao mesmo período em 2014, seguindo a expectativa de crescimento da Companhia para esta divisão;

    Dividendos:
    Pagamento no dia 9/01/2015 de R$ R$ 10,9 milhões a títulos de dividendos equivalente ao valor bruto de R$ 0,1960 por ação e R$ 5,5 milhões a títulos de JSCP equivalente ao valor bruto de R$ 0,0988 por ação.

    Evento Subsequente:
    – Deliberação em AGO realizada em 16/04/2015, o pagamento de R$ 10,2 milhões a títulos de dividendos, o equivalente a 0,1839 bruto por ação.

    Curtir

  3. 2014

    Em 2014 ocorreu moderado crescimento da receita líquida em linha com a expectativa da Consultoria. Porém, o resultado final desapontou, ficando aquém do que esperávamos. O destaque de crescimento continuou sendo a divisão Meios de Pagamento, cuja receita líquida e Ebitda expandiram, tanto na operação brasileira quanto na norte-americana.

    No Brasil, o maior volume de vendas de cartões com chip, RFID e contactless aliado à reestruturação da empresa iniciada em 2013 resultaram em incremento de receita e de margem EBITDA. A operação desta divisão nos EUA obteve crescimento de receita de 22,8% em 2014. O principal ponto foi a significativa melhora no mix de produtos e na captura dos ganhos da reestruturação da operação norte-americana, que levaram ao crescimento de 311,8% no EBITDA na comparação 4T14 com 4T13 e de 92,5% na comparação anual. A margem Ebitda saltou de 5,3% no 4T13 para 13,8% no 4T14 e de 5,6% para 8,8% no ano. Contribuiu fortemente para a alteração do mix a aceleração do processo de troca de cartões magnéticos por cartões com chip e a opção da Valid de não mais produzir os gift cards que possuem grande volume mas EBITDA muito baixo ou até negativo, segundo a administração da empresa.

    A divisão Sistemas de Identificação obteve incremento de receita, tanto no mercado brasileiro quanto no norte-americano. Todavia, gastos adicionais com processos licitatórios nos EUA e com implementação do contrato para emissão de carteiras de identidade em São Paulo elevaram as despesas da divisão, reduzindo a margem EBITDA.

    A divisão de Telecom ficou abaixo da expectativa, com queda do volume de vendas no Brasil e no exterior. Contudo, o EBITDA cresceu devido a um melhor mix de produtos e uma alteração na contabilidade da despesa com P&D da planta espanhola. Sob este aspecto, ao final de 2013 a auditoria sugeriu que os recursos investidos no desenvolvimento de produtos fossem ativados ao invés de serem contabilizados como despesa na DRE. De acordo com a administração, estes investimentos giram em torno de ?1,5 milhão por ano.

    A atividade de Certificação Digital continuou registrando forte incremento de receita em 2014. Entretanto, a margem Ebitda do ano cresceu apenas 9,5 p.p., impactada pela queda de margem no 4T14 frente o 4T13 da ordem de -14,4 p.p.. Esta perda ocorreu porque em 2013 foi realizada uma prestação de serviço de credenciamento de rede distribuidora parceira para atuar como autoridade certificadora.

    A Valid está se retirando de uma joint venture com a empresa Incard S.A. e por isso realizou uma baixa contábil de R$ 17,7 milhões no ano, que transitou pela DRE na rubrica “Outras despesas operacionais”.

    O pagamento de juros e a variação cambial contribuíram para a piora do resultado financeiro líquido e a alíquota de IR/CSLL foi maior em 2014.

    Como resultado do forte incremento do EBITDA, o lucro líquido da Valid cresceu, tanto na comparação 4T14 contra 4T13, quanto na comparação anual.

    Curtir

  4. 3T14

    Bons números e em linha com a expectativa da Consultoria.

    O destaque de crescimento continuou sendo a divisão Meios de Pagamento, cuja receita expandiu tanto na operação brasileira como na norte-americana. No Brasil houve um pedido de grande volume de cartões com chip por um dos principais clientes da Valid. Aliado este fato, houve melhora no mix com maiores pedidos de cartões RFID e Contactless e também melhoras operacionais frente ao 3T13. Como resultado destes fatores, a Valid obteve forte crescimento de receita e EBITDA nas operações brasileiras da divisão Meios de Pagamento.

    A operação desta divisão nos EUA obteve crescimento de receita de 6,8% no 3T14 frente ao 3T13. Contudo, o principal ponto foi a significativa melhora no mix de produtos, que levou ao forte crescimento de 136,8% no EBITDA na comparação 3T14 frente o 3T13, com margem saltando de 5,6% para 12,4%. Contribuiu fortemente para a alteração no mix a aceleração do processo de troca de cartões magnéticos por cartões com chip no 3T14. Para exemplificar, foi citado que dos 12,4 milhões de cartões com chip produzidos nos 9M14, 8,6 milhões foram fabricados no 3T14.

    A divisão Sistemas de Identificação obteve incremento de receita, tanto no mercado brasileiro quanto no norte-americano. Todavia, gastos adicionais com processos licitatórios nos EUA e de implementação do contrato para emissão de carteiras de identidade em São Paulo elevaram os as despesas da divisão, reduzindo a margem EBITDA.

    A divisão de Telecom ficou abaixo da expectativa, com queda do volume de vendas no exterior e manutenção nas vendas para o Brasil na comparação 3T14 frente o 3T13. No acumulado do ano, as vendas para o Brasil também estão abaixo das obtidas em 2013. Como resultado, a margem Ebitda caiu, mas a queda foi suavizada pela reestruturação na unidade espanhola que reduziu o custo unitário. Foi realizado um investimento de US$ 1,3 milhão para a implantação de uma unidade no México visando a expansão da Valid nos EUA e na América Latina.

    A atividade de Certificação Digital continuou registrando forte incremento de receita e volume. No 3T14 houve um forte incremento de receita e margem em função da prestação de serviços não recorrentes de credenciamentos de autoridades certificadoras.

    O pagamento de juros sobre as debêntures e a variação cambial contribuíram para a reversão do resultado financeiro líquido e a alíquota de IR/CSLL foi maior nos 9M14 frente aos 9M13.

    Como resultado do forte incremento de EBITDA, o lucro líquido da Valid cresceu tanto na comparação 3T14 contra 3T13, quanto na comparação do acumulado do ano.

    Por fim, a Valid está se retirando de uma joint venture com a empresa Incard S.A. e por isso realizou uma baixa contábil de R$ 8,0 milhões no 3T14, registrada na rubrica de Equivalência Patrimonial. Segundo a administração, é possível que no 4T14 seja reconhecida nova baixa contábil, mas em montante inferior ao registrado no 3T14.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Resultados do 1º Trimestre de 2014
    LL R$ 23,4 M -11,36% x 1T13

    DESTAQUES
    * Receita Líquida totalizou R$ 300,1 milhões, 12,3% superior aos R$ 267,3 milhões apresentados no 1T13;

    * EBITDA Ajustado foi 13,0% superior ao 1T13, passando de R$ 50,0 milhões para R$ 56,5 milhões no 1T14, resultado ligeiramente superior a expectativa da Companhia;

    * Meios de pagamento: EBITDA 12,7% superior ao 1T13, principalmente em função de significativa recuperação da operação no Brasil;

    * Sistemas de Identificação: EBITDA crescento 7,5% no 1T14 em comparação ao 1T13. Iniício da implentação da infraestrutura necessária para a emissão de RG’s no Estado de São Paulo;

    * Certificadora Digital: com 9% de market share atingidos no 1T14, EBITDA chega a R$ 1,4 milhão no 1T14;

    * Pagamento de R$ 64,7 milhões em dividendos e JSCP no ano de 2013, o equivalente à R$ 1,1652 bruto por ação e representando um dividend yield de 3,61%.

    * Evento Subsequente: Deliberação em AGO realizada em 24/04/14, do pagamento de R$ 7,9 milhões a título de dividendos, o equivalente à R$ 0,1430 bruto por ação.

    http://common.mzvaluemonitor.com/Downloader.ashx?accountId=162&fileId=131768

    Resultado Regular. A empresa começou bem com crescimento nas receitas, no lucro bruto e no lucro antes dos impostos. Mas o crescimento nas despesas operacionais e financeiras diluíram o lucro obtido até então causando a queda no resultado final. Um melhor controle nas despesas, poderá melhorar os próximos resultados.

    Curtir

  6. Resultados 4T13 e 2013
    LL 27MM +93% x 4T12 // LL2013 97MM -14,7% x 2012

    Receita Líquida totalizou R$ 1.175,0 bilhão em 2013, 31,0% superior aos R$ 896,7 milhões de 2012;
    EBITDA Ajustado1 foi 5% superior à 2012, passando de R$ 221,3 milhões para R$ 232,4 milhões em 2013;

    Lucro Líquido Ajustado2, para fins de pagamento de dividendos, de R$ 123,4 milhões, ajustado principalmente
    pelo pagamento do earn out referente à aquisição da M4U, restruturação no Brasil e pela reestruturação da operação
    americana;

    Sistemas de Identificação: Receita Líquida crescendo 18,1% e EBITDA 16,1% em relação ao ano de 2012. Novo contrato
    para emissão de carteiras de identidade no estado de São Paulo, abrindo novas frentes de negócio para a divisão, e
    renovação do contrato de emissão de CNH no mesmo Estado;

    Certificadora Digital: EBITDA de R$ 4,1 milhões em 2013, atingindo 8% de market share;

    Pagamento de R$ 64,7 milhões em dividendos e JSCP no ano e 2013, o equivalente à R$ 1,1652 bruto por ação e
    representando um dividend yield de 3,61%.

    Curtir

    • Excelente resultado trimestral, salvou o anual de um resultado ruim para razoável em termos comparativos com 2012, mesmo apesar de não apresentar prejuízo. As receitas aumentaram satisfatóriamente o suficiente para invalidar os efeitos dos aumentos nos custos, que só não foi maior devido a baixa na linha despesas operacionais.

      Curtir

      • A Valid possui um portfólio de serviço bastante diversificado em relação a CIELO.

        A CIELO atua mais no segmento FINANCEIRO, mais diretamente com o financiamento das vendas para empresas parceiras.

        A Valid além dos serviços que podemos verificar na ficha da empresas, ela confecciona os cartões utilizado, por exemplo pela CIELO. Que na verdade são os serviços que a Valid presta para os bancos conveniados com a CIELO.

        Curtido por 1 pessoa

      • Opa maravilha Marcelo, mais um no debate!

        então, se ela é “parceira” da Cielo, porque apesar da Receita crescente nos últimos anos, o EBIT estacionou, margens vem caindo e o lucro também?

        Receita

        Margem

        EBIT (+/- Lucro Operacional, sem impostos e despesa financeira)

        LUCRO

        Curtir

      • De acordo com os resultados 2013, temos alguns fatores que estão impactando nos resultados:

        1) A Valid fez grande investimento com a aquisição de 2 empresas no mercado americano (v-mark e M4U).

        2) Teve a emissão de Debêntures em 2013. Como foi mostrado na divulgação de resultado 2013:
        No dia 17 de outubro, fizemos a liquidação da 2ª emissão de debêntures da companhia com o pagamento do principal de R$ 100 milhões mais juros do no período.
        Mais uma vez, ratificamos que em 2013 os indicadores financeiros da Companhia ficaram abaixo
        dos covenants da Emissão atual (4ª Emissão: Dívida Líquida/EBITDA ≤ 3,00x e EBITDA/Despesas
        Financeiras ≥ 1,75x).

        Como foi descrito na Demonstração de Resultado, e no meu entendimento, podemos notar que as metas não foram atingidas conforme o esperado e a empresa está queimando caixa com o pagamento de juros das debêntures e também para bancar os investimentos feitos fazendo com que seu Lucro e Margens caiam durante este período.

        Deixo uma pergunta aos colegas:
        A Valid fez investimentos, emitiu Debêntures pagando juros mais alto para poder se alavancar fazendo com que suas Margens caíssem nos últimos tempos e a Valid mantém o compromisso de distribuir 50% do Lucro Líquido ajustado. Não seria mais interessante nesse período cortar as distribuições de lucros e usar esse dinheiro para os investimentos sem recorrer a alavancagem com juros mais caros?

        Curtido por 1 pessoa

      • Também tem essa parte que me esqueci…
        “Processo de reestruturação no primeiro semestre de 2013 que geraram custos não recorrentes de R$ 9,6 milhões.
        \\ Operações no Brasil impactadas pela variação cambial, dissídios e outros, sem devido repasse para preços;”

        Curtir

      • A VLID também tem uma excelente parceria com o Governo. Ela convecciona carteiras de motoristas e alguns outros documentos. Também é uma das grandes emissoras de certificados digitais, cada vez mais necessário para acessar diversos sites. Também faz chip de celular, aquele que vai o seu número de telefone, que também foram as aquisições no exterior.
        Agora o negócio que mais promete dela, mobile payment, pagamento por celular, o que promete substituir o cartão de crédito. Se isso acontecer mesmo, a VLID vai deslanchar, porque ela é expert nesta tecnologia, além de ter a expertise de chips de celular e processamentos de faturas de celular.
        O problema dela, é o fato de ser cara, mas o que é bom é caro, veja a WEG, sempre foi cara e nunca parou de subir.

        Curtido por 1 pessoa

  7. AVISO AOS ACIONISTAS

    Pagamento de Juros sobre Capital Próprio

    Rio de Janeiro, 21 de janeiro de 2014 – A Valid Soluções e Serviços de Segurança em Meios de Pagamento e Identificação S.A. (“Companhia”) (BM&FBOVESPA: VLID3 ON), comunica aos Senhores Acionistas que o Conselho de Administração da Companhia, durante reunião realizada no dia 21 de janeiro de 2014, aprovou o pagamento aos acionistas de juros sobre capital próprio, com base no balanço patrimonial levantado em 31 de dezembro de 2013, no montante de R$ 5.886.663,46 (cinco milhões oitocentos e oitenta e seis mil seiscentos e sessenta e três reais e quarenta e seis centavos), equivalente ao valor bruto de R$ 0,105882353 por ação.

    O pagamento será realizado no dia 31 de janeiro de 2014, com base na posição acionária constante dos registros da Companhia no dia 21 de janeiro de 2014, sendo as ações da Companhia negociadas “ex-direitos” a partir de 22 de janeiro de 2014, inclusive.

    O pagamento ocorrerá através da instituição depositária das ações – Banco Bradesco S.A. (“Banco Bradesco”), mediante crédito automático para acionistas correntistas e acionistas que já tenham informado ao Banco Bradesco o número de seu CPF ou CNPJ e a respectiva conta bancária.

    Os acionistas que não tenham feito essa indicação deverão dirigir-se a uma Agência Bradesco para atualização dos dados cadastrais.

    Informamos que os acionistas detentores de ações custodiadas na BM&F BOVESPA S.A. – Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros, receberão os proventos por intermédio de seus agentes de custódia.

    Curtir

  8. Resultado 3T13

    Lucro Líquido 20,4M -32,2% 3T13x3T12

    -> Receita Líquida no 3T13 41,3%% superior ao mesmo período do ano passado;
    -> EBITDA Ajustado¹ de R$ 67,1 milhões no 3T13, 23,8% superior ao 3T12, maior resultado trimestral da história da companhia;
    -> Lucro Líquido Ajustado para fins de pagamento de dividendos, de R$ 38,7 milhões, ajustado principalmente pelo pagamento do earn out referente a aquisição da M4U e pela reestruturação da Operação americana;
    -> Para fins de pagamento de dividendos, o lucro líquido ajustado no 3T13 foi de R$ 38,7 milhões, um incremento de 28,6% quando comparamos com o mesmo período do ano passado.
    ->Os ajustes realizados sobre o Lucro Líquido Contábil de R$ 20,4 milhões do 3T13 foram baseados na volta das despesas que estão sendo realizadas para a consolidação das plantas nos EUA, R$ 8,7 milhões e o pagamento do earn-out relativo à aquisição da M4U, R$ 19,5 milhões, ambas despesas líquidas dos respectivos efeitos fiscais.

    Curtir

    • Bom Resultado. Se entendi corretamente, em se tratando de números, o resultado foi ruim. Mas por outro lado, crescimento de 41% na receita, 23,8% no EBTIDA, crescimento no volume de vendas em todos os segmentos da empresa, e o principal impacto nos resultados são as despesas com a planta EUA, que já tem dado retorno para a empresa,

      Curtir

    • Concordo, eles estão ajustando o evento não recorrente e vão pagar sobre isso, então foi Bom
      “Para fins de pagamento de dividendos, o lucro líquido ajustado no 3T13 foi de R$ 38,7 milhões, um incremento de 28,6% quando comparamos com o mesmo período do ano passado.
      Os ajustes realizados sobre o Lucro Líquido Contábil de R$ 20,4 milhões do 3T13 foram baseados na volta das despesas que estão sendo realizadas para a consolidação das plantas nos EUA, R$ 8,7 milhões e o pagamento do earn-out relativo à aquisição da M4U, R$ 19,5 milhões, ambas despesas líquidas dos respectivos efeitos fiscais.”

      Foi Bom não foi ruim, tanto no desempenho quanto nos números 🙂

      Curtir

      • Sim, assumir um prejú agora em troca de retornos futuros é algo aceitável, o problema é quando a empresa assume isso e o lucro futuro não vem, o que não é o caso, a planta EUA já está dando bons resultados. O mercado não perde tempo, um gap de alta ontem e com volume forte. Vale dá um bom lucro, e o mercado dá uma castigadinha de leve, rsrsrs, vai entender?

        Curtir

      • Tudo é expectativa

        Vale é mais seguida e analisada

        o lucro foi 10 ano passado, agora acharam que seria 20, mas estimam 25 ai vem os 20 quem comprou por 25 achando que viria 30 vende na hora, e o resto vai atrás

        Curtir

      • Para quem mantém para LP faz diferença? Por exemplo comprei quando a cotação precificava os 25, vem os 20, a preço cai abaixo da precificação dos 20, então eu compro mais um pouco, meu pm reduz, mas ainda fica acima dos 20, e assim vou fazendo e o lucro cresce, as vezes acima as vezes abaixo das expectativas. Faz diferença?

        Curtir

  9. AGENDA DE DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS DO 3T13

    Rio de Janeiro, 22 de outubro de 2013 – A Valid (BM&FBovespa: VLID3) anuncia sua Agenda de Divulgação dos Resultados referentes ao 3T13.

    DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 3T13
    06 de Novembro (quarta-feira), após o fechamento do mercado

    TELECONFERÊNCIAS COM WEBCAST
    08 de novembro de 2013 (sexta-feira)

    Curtir

  10. COMUNICADO AO MERCADO

    VALID ASSINA CONTRATO PARA EMISSÃO DE CARTEIRAS DE IDENTIDADE
    NO ESTADO DE SÃO PAULO

    Rio de Janeiro, 4 de novembro de 2013 – VALID S.A. (BM&FBovespa: VLID3) (“Valid”), com base no § 4° do art. 157 da Lei n° 6.404/76 e na Instrução CVM n° 358/02, vem comunicar aos seus acionistas e ao mercado em geral que o Estado de São Paulo, através do Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt vinculado à Secretaria de Estado dos Negócios da Segurança Pública, que assinou contrato para modernização e emissão eletrônica da Carteira de Identidade no Estado de São Paulo.

    O contrato contempla a oferta de solução integrada de produção de documentos oficiais de identidade do Estado de São Paulo, a qual englobará a prestação de serviços para desenvolvimento, implantação, operacionalização e manutenção da Central de Emissão de Documentos, postos descentralizados, identificação civil e criminal em prontuário eletrônico, captura ao vivo de imagens, fotos, assinaturas e impressões digitais, identificação do requerente da Carteira de Identidade, sistema central e comparação biométrica automática através das impressões digitais.

    http://ri.valid.com.br/valid/web/conteudo_pt.asp?idioma=0&tipo=46138&conta=28&id=183979

    Curtir

  11. Valid apresenta os resultados do 3T12

    Lucro Líquido R$ 30,1 Milhões -15,4% 3T12 x 3T11

    Destaques
     Crescimento de 1,6% na Receita Líquida do 3T12, em relação ao 3T11;
     EBITDA de R$ 54,2 milhões, 2,5% menor que no o 3T11;
     Receita líquida da divisão de Sistemas de Identificação foi 13,6% maior que no 3T11, enquanto o EBITDA avançou 25,0% no período;
     Pagamento de Dividendos intermediários no valor de R$ 0,2800 por ação;
     Certificadora Digital – expectativa de break-even no 1T13;
     Aquisição dos ativos da VMark por US$ 51,2 milhões

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s