BISA – BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A.

BISA3

RI: ri@br.brookfield.com

Site: http://ri.br.brookfield.com/brookfield/web/default_pt.asp?idioma=0&conta=28

A Brookfield Incorporações é uma das incorporadoras líderes no mercado imobiliário brasileiro, com operações que incluem a aquisição de terrenos, planejamento e desenvolvimento de projetos, marketing, vendas, construção e serviço de atendimento ao cliente.

A Companhia possui um portfólio balanceado, combinando uma estratégia de seletiva diversificação geográfica com um amplo portfólio de produtos imobiliários nos segmentos residencial e comercial, oferecendo produtos a todos os segmentos de renda, com foco no segmento residencial de média renda. A Companhia tem hoje mais de 5,5 mil colaboradores e uma experiência de 60 mil imóveis entregues, totalizando mais de 21 milhões de m2 de área construída e em desenvolvimento.

A marca Brookfield é símbolo de confiança e expertise em diversos continentes. A Brookfield Asset Management, controladora indireta da Companhia, é responsável pela gestão de mais de US$184 bilhões em ativos ao redor do mundo, sendo US$100 bilhões relacionados ao mercado imobiliário. Sua subsidiária integral no Brasil, a Brookfield Brasil, presente no País há mais de 110 anos, administra um portfólio de mais de R$ 32 bilhões alocado nos setores imobiliário, energia renovável, infraestrutura, agropecuário e florestal, além de serviços financeiros.

Resultante da combinação, em 2008, dos negócios de três empresas brasileiras com forte presença regional por mais de três décadas – Brascan, Company e MB Engenharia -, a Brookfield Incorporações construiu uma sólida plataforma operacional preparada para crescimento em regiões estratégicas que compreendem uma parcela relevante do mercado imobiliário brasileiro. A Companhia foca a liderança local em mercados maduros ou de rápida expansão no País, agregando profundo conhecimento do mercado local à capacidade de oferta de produtos inovadores proporcionada pela experiência internacional da Brookfield Asset Management.

A Brookfield Incorporações está presente nas principais regiões metropolitanas no Brasil (São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Goiânia e Campinas) e no Interior de São Paulo, que compreendem parte relevante do mercado de incorporação brasileiro.

Com ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa, sob o código BISA3, e ADR’s de nível 1, sob o código BRRSY, a Brookfield Incorporações adota os mais altos padrões de governança corporativa, determinados por um grupo de acionistas controladores que aportam visão de longo prazo e expertise financeira. Orientada por gestão profissional e princípios de meritocracia, a Companhia possui uma equipe de administradores totalmente alinhada com o negócio e com os interesses de todos os acionistas.

 

Anúncios

21 comentários sobre “BISA – BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A.

  1. Pessoal, gostaria de uma ajuda de vocês. Eu tinha 1000 ações bisa3 e de um dia para o outro elas sumiram. No extrato no meu HB, aparece como “Brooksfield/Bisa3 – Retirada – Débito” no dia 16 de Março. Porém nenhum dinheiro foi debitado na minha conta. Eu “perdi” essas ações? E o dinheiro que eu tinha colocado?

    Curtir

    • Bruno, pelo que eu entendi, você tinha 1000 ações em custódia. Você não negociou essas ações, ou seja, não colocou para vender.

      Neste caso, salvo algum evento societário (não tenho essas ações), sugiro verificar o saldo na Bovespa, CEI. Em seguida, ligar na corretora e perguntar o que ocorreu, pois se você não colocou a venda e não houve evento societário a explicar o débito, as ações deveriam estar lá.

      Curtir

  2. Resultados do 1º Trimestre de 2014
    LL R$ -74,80 M 56,8% x 1T13

    DESTAQUES

    Entrega de Unidades
    * A Companhia entregou no trimestre 2.877 unidades que representam um Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 514 milhões. O resultado representa um aumento de 54% em relação ao 1T13 em termos de unidades

    Nível Saudável de Repasses
    * 1.966 contratos que representam R$ 395 milhões foram repassados para instituições financeiras no 1T14, um aumento de 7% em relação a média trimestral do ano de 2013, em termos de valor

    Amortização de Dívida Corporativa
    * R$ 478 milhões de dívida corporativa foram pagos neste trimestre, incluindo principal e juros, com utilização de recursos do caixa da Companhia

    Geração Neutra de Caixa
    * Geração de Caixa foi de R$ 21 milhões no trimestre, comparado a um consumo de caixa de R$ 133 milhões no 4T13 e R$ 211 milhões no 1T13

    http://ri.br.brookfield.com/brookfield/web/download_arquivos.asp?id_arquivo=229A68F7-0090-4E8F-A7AF-3362922D6858

    Resultado Péssimo. Aumentaram o prejuízo em relação ao período passado. Reduziram um pouco os custos operacionais, mas também tiveram redução nas receitas, no lucro bruto e tiveram aumento nas despesas operacionais. Sendo assim, não tem jeito, os números não perdoam. Resultado: Prejuízo.

    Segundo informações no próprio relatório da empresa: A Companhia registrou um prejuízo de R$ 74,8 milhões no 1T14, principalmente devido (i) ao baixo nível de reconhecimento de receita, (ii) o impacto continuado dos ajustes de trimestres anteriores sobre o lucro bruto e (iii) a deterioração do resultado financeiro líquido.

    Curtir

  3. Resultados do Trimestre “4T13 e 2013″
    LL R$ -425 M +1416% x 4T12 / LL R$ -686 M +76,9% x 2012

    DESTAQUES DO 4º TRIMESTRE E ANO DE 2013

    Volume Recorde de Entregas Anuais

     A Companhia entregou um número recorde de 13.141 unidades representando R$ 2,7 bilhões em Valor Geral de
    Vendas (VGV) no ano de 2013. Apesar do resultado não ter atingido o guidance anual, representa um aumento de 41%
    em termos de VGV em relação a 2012

    Aumento Expressivo do Repasse no Ano

     7.838 contratos foram repassados para instituições financeiras em 2013, totalizando R$ 1,5 bilhão, um crescimento anual de 54% em termos de unidades e 77% em valor

    Redução Anual das Despesas Gerais & Administrativas

     Redução de DGA em 6,2% (12,5% excluindo efeito inflacionário*) para R$ 178,2 milhões em 2013, de R$ 189,9 milhões em 2012

    Contenção nos Distratos

     Apesar do aumento de 84% em VGV entregue no ano em relação ao ano anterior (excluindo entrega de projetos
    corporativos), os distratos aumentaram 53% no mesmo período para R$ 649,3 milhões. Das unidades distratadas em
    2013, 62% foram revendidas no mesmo período.

    http://www.mzweb.com.br/brookfield/web/download_arquivos.asp?id_arquivo=A157F0D5-8483-4B9C-9FCF-DFF74FAF0EC4

    Péssimo resultado. Queda expressiva no VGV, número de unidades e preços lançados, o que impactou consideravelmente as receitas.

    Curtir

  4. Fato Relevante – Oferta Pública de Aquisição das Ações
    14 de fevereiro de 2014

    BROOKFIELD BRASIL PARTICIPAÇÕES LTDA., sociedade limitada empresária, com sede na Cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Rua Lauro Muller nº 116, 21º andar, salas 2101 a 2108, parte, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 16.584.150/0001-20 (“BRB Participações”), acionista controladora desta Companhia, titular de ações representativas de 38,95% de seu capital votante e total, comunica à V.Sas. que tem intenção de realizar, diretamente ou por meio de sociedades a ela relacionadas, oferta pública de aquisição das ações de emissão da Companhia em circulação no mercado para cancelamento de registro na categoria A e conversão para categoria B, bem como a saída do Novo Mercado da BM&FBovespa S.A. – Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros (“Novo Mercado”), nos termos do § 4º do artigo 4º da Lei nº 6.404/1976, da Instrução CVM nº 361/2002 e das Seções X e XI do Regulamento do Novo Mercado (“OPA”).

    A OPA terá por objeto até a totalidade das 268.609.272 ações ordinárias de emissão da Companhia em circulação no mercado, representativas de 46,64% do seu capital social e votante e a totalidade das 255.231 ações ordinárias de emissão da Companhia de titularidade dos administradores, representativas de 0,04% do seu capital social e votante. O preço máximo a ser ofertado será de R$ 1,60 (um real e sessenta centavos) por ação, a ser pago em moeda corrente nacional, na data da liquidação financeira da OPA.

    Diante do acima exposto, solicitamos a convocação de Assembleia Geral Extraordinária da Companhia tão logo o Conselho de Administração se reúna e apresente lista tríplice de empresas especializadas para elaborar o laudo de avaliação, a fim de que: (i) os detentores de ações em circulação, conforme definido no Regulamento do Novo Mercado, deliberem sobre a contratação de empresa especializada para elaborar o laudo de avaliação das ações de emissão da Companhia, com base na lista tríplice apresentada pelo Conselho de Administração, e (ii) os acionistas deliberem sobre a saída da Companhia do Novo Mercado, a qual estará condicionada à aceitação da OPA de acordo com os termos e condições da mesma.

    A realização da OPA estará condicionada ao deferimento do pedido de registro pelos órgãos reguladores e autorreguladores. Outros termos e condições da OPA serão oportunamente informados ao mercado de acordo com as regras aplicáveis.

    http://www.mzweb.com.br/Brookfield/web/conteudo_pt.asp?idioma=0&tipo=36965&conta=28&id=188067

    Curtir

  5. fabinvest você disse tudo, estudar a empresa sempre!

    E não ficar operando notícias de mídia e de analista, que sei, fazem seu trabalho pelo seus ganhos virem das comissões com os incentivos do gira-gira.

    Gosto muito das trocas de informações entre a Trinca de Ases do blog (ricardo/ricardong/fabinvest) claro que tudo supervisionado pelo nosso Croupier (tetzner) 😉

    Por isso gosto muito da filosofia da Analise Fundamentalista onde estudamos os Fundamentos das empresas e podemos ter um panorama real do que está acontecendo.

    Claro que eu preciso estudar muito para entender melhor todo o conceito ainda, andei colaborando por aqui no 3T13 comentando resultados de algumas empresas mas achei que estava mais atrapalhando do que ajudando então vou estudar mais um pouco e ajudar com o que for possível.

    Já tive BISA na carteira quando comecei a investir, claro que fazia parte da carteira da corretora que operava, mas não entendia nada de Analisar empresas, quando conheci o Master Chief tudo ficou, claro que deixei de ser sócio de BISA e aí ficou mais claro e gostoso de fazer investimentos 🙂

    Abraços a todos você e obrigado por compartilharem conhecimento!

    Curtir

    • É isso aí, amigo. Estaremos sempre à disposição. Quanto aos relatórios, não se acanhe. Te incentivo a sempre que puder, fazer alguns, pois aprendemos bastante analisando os mesmos. O aprendizado vem mais rápido com a prática. Com o tempo começamos a enxergar detalhes nos relatórios que antes não víamos. Se precisar, o Tetzner estará sempre por perto pra ajudar. Eu também não sou nenhum expert, mas vamos aprendemos uns com os outros e melhorando sempre. Abraços.

      Curtir

    • Marcelo PAzzeto não esta atrapalhando não, vc é muito bem vindo aqui, saindo os resultados pode postar, e estamos todos aqui para aprender, somente através da participação ativa no blog, e a expriência pessoal no mercado de ações é que a gente vai aprender quando uma ação é boa, quando é ruim, quando é cara, quando está barato, nada com certeza mas sempre bem supervisionado pelo Tetzner, Ricardong é fera também, e eu to aqui no meu cantinho contribuindo como posso e aprendendo acima de tudo.

      Abraço

      Curtir

      • Blz PAzzetto, o Tetzner vai postar o modelo, é só pegar o jeito e postar o que vc achou, se vai ser a análise certa ou errada, conforme as discussões forem surgindo vamos aprendendo juntos, porque não tem como aprender sem errar. Abraço.

        Curtir

  6. Resultado 3T13
    LL -53,1M -132% x 3T12

    -> Forte Absorção de Vendas
    -> VSO (Vendas sobre Oferta) cresceu para 20,2% no 3T13, de 17,6% no 2T13
    -> Queda contínua do nível de estoque para R$ 2,9 bilhões, equivalente a 11,3 meses de vendas (considerando vendas dos últimos 12 meses)
    Melhora do Perfil do Fluxo de Caixa
    -> Redução do consumo de caixa para R$ 1,4 milhão no 3T13, de R$ 72 milhões no 2T13 e R$ 211 milhões no 1T13
    -> Os repasses no 3T13 aumentaram 22% em relação ao 2T13 para R$ 429 milhões, totalizando R$ 1,0 bilhão nos 9M13
    -> Receita Liquida próxima de R$1 bi
    -> Recuperação da Margem Bruta
    -> Margem Bruta cresceu para 14,9% no 3T13, de 2,1% no 2T13

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s