EUCA – EUCATEX S.A. INDUSTRIA E COMERCIO

EUCA4

 

RI: ri@eucatex.com.br

Site:  http://ri.eucatex.com.br

 

 

A Eucatex S.A. Indústria e Comércio S.A. (“Eucatex” ou “Companhia”) foi fundada em 1951 e logo se transformou na primeira empresa a pensar em conforto ambiental e acústico, produzindo e comercializando forros e isolantes a partir de fibras de madeira de eucalipto. São produtos em forma de placas de baixa densidade, com propriedades de isolação termo-acústica, que possuem boa aceitação no mercado brasileiro da construção civil. Os recursos financeiros gerados pela atividade desde o início de sua operação foram investidos na implantação, no final da década de 60 e início dos anos 70, de linhas de fabricação de chapa-dura (chapa de fibra de madeira de alta densidade), produto que é, ainda hoje, um dos carros-chefe da Companhia.

Atualmente, a Eucatex é a segunda maior produtora de chapas de fibra de madeira do mercado nacional, detendo 45% desse mercado. Em 1996, a Eucatex iniciou a sua produção de painéis de MDP e atualmente detém 10% do mercado nacional neste segmento. É líder no mercado interno de divisórias, além de atuar fortemente no mercado de portas e pisos.

Apesar de ser tradicionalmente conhecida pela fabricação de chapas de madeira, painéis de MDP e produtos derivados, a Eucatex também apresenta uma linha de produção totalmente integrada, fabricando tintas (para consumo próprio e comercialização) e resinas. A evolução industrial da Eucatex foi sempre acompanhada pelo crescimento de suas florestas plantadas, que garantem o fornecimento de uma importante matéria-prima, a madeira de eucalipto.

Em 2010, uma nova linha T-HDF/MDF, instalada na planta de Salto, deu início à produção de chapas e painéis de alta tecnologia e resistência mecânica para a fabricação de pisos, portas e painéis de divisórias.

Os principais segmentos de atuação da Companhia são a indústria moveleira e a construção civil, sendo que cada segmento representa 42% e 44%, respectivamente, do faturamento da Eucatex.

Anúncios

13 comentários sobre “EUCA – EUCATEX S.A. INDUSTRIA E COMERCIO

  1. 4T2013

    1 – Dados de Desempenho

    2 – Lucros

    3 – Margem Líquida Trimestral e ROE Trimestral

    4 – Médias

    5 – Dados de Alavancagem

    6 – Dívidas de Curto e Longo Prazo

    7 – Caixa e Dívidas

    8 – Dívidas por Patrimônio e Lucro

    Curtir

  2. Resultados 4T13 e 2013
    LL 8,5MM -75% x 4T12 // LL2013 88,9MM +0,5% x 2012

    São Paulo, 19 de fevereiro de 2014 – O desempenho da Eucatex (BM&FBovespa: EUCA3 e EUCA4), uma das maiores produtoras de painéis de madeira do Brasil, que atua também nos segmentos de tintas e vernizes, pisos laminados, divisórias e portas, superou as expectativas durante o ano de 2013. Como reflexo, o lucro líquido recorrente acumulado em 2013 atingiu um incremento de 117,5%, alcançando R$ 91,1 milhões, contra R$ 41,9 milhões no exercício de 2012. Somente no último trimestre do ano, o resultado somou R$ 24,6 milhões, uma elevação de 73,2%, na comparação com igual intervalo de 2012.

    A Companhia registrou em diversos segmentos crescimento superior ao do mercado e obteve uma receita líquida de R$ 1,118 bilhão, aumento de 16,1%. No último trimestre do ano, a receita líquida somou R$ 293,1 milhões, incremento de 10,7% em relação a igual período de 2012. “Esse crescimento da receita líquida reflete o aumento das exportações, que apresentaram crescimento de 60% nos volumes em relação ao final de 2012. Além disso, houve um incremento de 11,2%, em vendas físicas no segmento de tintas”, afirma o diretor vice-presidente Executivo e de Relações com Investidores, José Antonio Goulart de Carvalho.

    A geração de caixa, medida pelo EBITDA recorrente, atingiu R$ 56,7 milhões, sendo 10,7% superior ao alcançado no quarto trimestre de 2012. No acumulado do ano, o indicador somou R$ 229,7 milhões em 2013, contra R$ 184,4 milhões do exercício anterior. A margem EBITDA recorrente atingiu 19,4%, levemente superior aos 19,3% referentes à igual período do ano anterior. No acumulado do ano de 2013, a margem EBITDA recorrente foi de 20,5%, contra 19,1% no mesmo período de 2012.

    O executivo destaca que a companhia deverá reforçar suas ações no sentido de redução de custos e lançamento de produtos, visando aumentar sua competitividade. A Eucatex alinhou seus preços tanto no segmento madeira quanto no segmento tintas. Tal movimento foi, em parte, compensado pelos aumentos de custos. A desvalorização do Real no quarto trimestre de 2013 provocou impacto imediato nos custos diretos e nas margens operacionais da Companhia, pois parte importante das matérias primas tem relação direta com o dólar. Além disso, a Petrobras tem alterado a política de preços de itens que são importantes na composição de custos da Eucatex.

    Produtos

    No mercado interno, as vendas do quarto trimestre do segmento madeira, apresentaram crescimento de 0,4% na comparação com igual período do ano anterior. A desaceleração do crescimento nas vendas físicas, que no acumulado do ano atingiu 6,9%, está relacionada ao desempenho da linha de T-HDF/MDF, que ao final de 2012 trabalhava próxima ao limite de sua capacidade produtiva.

    Apesar da desaceleração das vendas, a receita líquida obtida no segmento madeira atingiu crescimento de 16%, atingindo R$ 855,4 milhões. Tal incremento está relacionado à recomposição de preços e ao incremento nos volumes de vendas da linha de T-HDF/MDF e Pisos Laminados, que atingiram respectivamente 22% e 15,6%. “Para o ano de 2014, pretendemos aumentar entre 15% e 20% a produção da Linha de T-HDF/MDF, o que será possível com instalação de novos equipamentos”, destaca Goulart de Carvalho.

    Já as vendas físicas de tintas cresceram 11,2% no trimestre, enquanto o mercado apresentou um aumento de 0,5% no mesmo período, segundo informações da ABRAFATI. No acumulado do ano, o segmento de tintas apresentou crescimento de 7,5%. “Focamos nossos esforços no lançamento de novos produtos e na melhoria do relacionamento com os clientes para sustentar o crescimento em patamares acima do mercado”, diz. A receita desse segmento demonstrou um desempenho melhor: crescimento de 19,4% no trimestre e de 15,2% no acumulado, atingindo R$ 223,4 milhões, reflexo do aumento das vendas físicas e da recomposição de preços.

    Curtir

  3. Destaques do 3º Trimestre de 2013:

    Maior crescimento de Receita, EBITDA e Lucro Líquido

    » Receita Líquida de R$ 292,9 milhões (+17,5%), com ganhos de market share
    » EBITDA recorrente de R$ 60,7 milhões (+22,9%), com margem de 20,7% (+0,9 pp)
    » Lucro Líquido de R$ 35,1 milhões contra R$ 24,2 milhões no 3T12 (+45,1%)

    Curtir

  4. Destaques do 2º trimestre de 2013:

    Maior crescimento de Receita, EBITDA e Lucro Líquido

    » Receita Líquida de R$ 279,5 milhões (+21,3%), com ganhos de market share
    » EBITDA recorrente de R$ 59,9 milhões (+38,3%), com margem de 21,4% (+2,6 pp)
    » Lucro Líquido de R$ 25,0 milhões contra R$ 14,3 milhões no 2T12 (+74,6%)

    Curtir

  5. Destaques do 1º Trimestre de 2013:

    » Receita Líquida atingiu R$ 252,7 milhões no 1T13, crescimento de 15,4% em relação à 1T12;
    » EBITDA Recorrente de R$ 52,4 milhões e Margem EBITDA de 20,8% no 1T13; e
    » Lucro Líquido de R$ 20,1 milhões contra R$ 15,4 milhões no 1T12, crescimento de 30,3%.

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s