QGEP – QGEP PARTICIPAÇÕES S.A.

QGEP3.bmp

BMFBovespa: QGEP3

A Queiroz Galvão Exploração e Produção (“Queiroz Galvão”, “QGEP” ou “Companhia”) é a maior empresa de controle privado brasileiro no setor de Exploração e Produção (“E&P”), em termos de produção diária em barris equivalentes de petróleo (“boe”) no Brasil, segundo dados da ANP, e a única empresa de controle privado brasileiro no setor de E&P qualificada pela ANP nas duas últimas rodadas de licitação, em 2007 e 2008, para atuar como Operador A em Águas Profundas e Ultraprofundas. A Companhia possui um diversificado portfolio de ativos de alta qualidade e potencial de exploração e produção composto por direitos de concessão sobre cinco blocos exploratórios distribuídos na costa brasileira, incluindo os reservatórios no pré-sal, localizados nas Bacias de Santos, Jequitinhonha e Camamu, cobrindo uma superfície total de 2.724 km². Adicionalmente, possui 45% de participação na concessão do Campo de Manati, localizado na Bacia de Camamu, que é o maior campo de gás natural não-associado em produção no Brasil de acordo com dados da ANP de novembro de 2010, o qual se encontra em operação desde 2007 e cuja capacidade de produção é de aproximadamente 50,3 mil boe por dia.

O portfolio atual de E&P é composto por ativos que a Companhia acredita ser de alta qualidade, balanceado e diversificado, e está direcionado para um significativo crescimento de curto prazo, sendo que dois dos cinco blocos (BM-J-2 na Bacia de Jequitinhonha e BM-S-12 e na Bacia de Santos) encontram-se em estágio avançado de avaliação (ready to drill). Além disso, em razão da produção de gás natural no Campo de Manati, a QGEP possui uma posição financeira privilegiada, com geração de um fluxo de caixa robusto, além de ter um baixo nível de alavancagem, viabilizando investimentos nos blocos exploratórios da Companhia. A QGEP apresenta um forte histórico de taxa de sucesso geológico, sendo que seus recursos prospectivos riscados consideram uma probabilidade média ponderada pelo volume de sucesso geológico de 33%, obtido através da análise dos números constantes do Relatório da GCA, embora a taxa histórica de sucesso geológico, calculada pela média do número de acertos dividido pelo número de poços exploratórios pioneiros, tenha atingindo aproximadamente 41%.

A Companhia possui como parte de seus ativos, reservas totais 3P de 73,3 milhões de boe, recursos contingentes 3C de 42,4 milhões de boe, recursos prospectivos não riscados estimados em 849,5 milhões de boe e recursos prospectivos riscados médios estimados em 275,4 milhões de boe.

RI: ri@qgep.com.br

Site: http://www.qgep.com.br/ri

QGEP3_Ind.bmp QGEP3_Ativos.bmp QGEP3_CAPEX.bmp QGEP3_Result.bmp QGEP3_Custos.bmp QGEP3_DRE.bmp

Anúncios

26 comentários sobre “QGEP – QGEP PARTICIPAÇÕES S.A.

  1. Divulgação de Resultados do 2T14

    Rio de Janeiro, 13 de agosto de 2014. A QGEP Participações S.A. [BM&FBOVESPA: QGEP3] divulga hoje seus resultados do segundo trimestre de 2014. Para mais detalhes, clique aqui.

    Destaques:

    A produção média diária de gás do Campo de Manati foi de 5,9MMm³ no 2T14 e 6,0MMm³ no 6M14;
    A produção média esperada do Campo de Manati para o ano de 2014 é de 5,8MMm³ por dia;
    A perfuração do poço de extensão de Carcará no Bloco BM-S-8 será iniciada no 1T15;
    A receita líquida aumentou 25,9% no 2T14, quando comparada ao 2T13, atingindo R$126,2 milhões, em função da maior produção do Campo de Manati;
    O EBITDAX foi de R$67,4 milhões e R$149,9 milhões no 2T14 e 6M14, respectivamente, comparado com R$41,7 milhões no 2T13 e R$119,6 milhões no 6M13;
    O lucro líquido aumentou para R$53,6 milhões no 2T14, comparado com R$30,1 milhões no 2T13;
    O fluxo de caixa operacional no 2T14 foi de R$90,1 milhões e de R$130,7 milhões no 6M14;
    O saldo de caixa era de R$1,0 bilhão no final do 2T14.

    Curtir

  2. Resultados do 1º Trimestre de 2014
    LL 25,1 M -61,8% x 1T13

    DESTAQUES
    * A produção média diária de gás do Campo de Manati atingiu 6,0MMm3 no 1T14; o contrato de construção da estação de compressão foi assinado; 15,7 Bm3 de reserva 2P certificada em 31 de dezembro de 2013, sendo 7,1 Bm3 líquido para a QGEP.

    * Perfuração, completação e teste bem sucedidos no segundo poço de Atlanta apresentando produtividade pouco acima do resultado do primeiro poço.

    * Certificação independente indica reservas 1P de 147 MMbbl, 2P de 191 MMbbl e 3P de 269 MMbbl; considerando o valor líquido para a QGEP, as reservas 2P da Companhiamais do que dobraram.

    * A receita líquida foi de R$127,3 milhões no 1T14, comparado com R$131,9 milhões no 1T13 e R$125,7 milhões no 4T13.

    * O EBITDAX no 1T14 foi de R$82,5 milhões, comparado com R$77,9 milhões no 1T13 e R$65,6 milhões no 4T13; a margem EBITDAX no 1T14 foi de 64,8%, comparada a 59,1% no 1T13 e 52,1% no 4T13.

    * O lucro líquido foi de R$25,1 milhões no 1T14 comparado com R$65,7 milhões no 1T13 e R$21,2 milhões no 4T13. O resultado do 1T14 inclui R$28,1 milhões referentes às despesas com a devolução da área de Biguá do Bloco BM-S-8.

    * O fluxo de caixa operacional no 1T14 foi de R$40,6 milhões.

    * O saldo de caixa no final do 1T14 foi de R$995,6 milhões e o caixa líquido foi de R$827,6 milhões. (Inclui caixa, equivalentes de caixa e aplicações financeiras.)

    http://www.mzweb.com.br/queirozgalvao/web/download_arquivos.asp?id_arquivo=848BBBA7-1871-4500-8C8E-89E9CAC5927B%20

    Resultado Regular. Quedas nos indicadores de resultado em relação ao período anterior: queda na receita líquida, lucro bruto, aumento nas despesas operacionais, queda no lucro operacional e no lucro antes do imposto de renda. Aí não tem jeito, o LL cai mesmo!

    Curtir

  3. LL R$21,2M -55,3% x 4T12 R$192,2M +133,1% 2013 x 2012

    DESTAQUES

    * A produção média diária de gás do Campo de Manati alcançou 6,1MMm3 no 4T13, atingindo a produção média de 6,0MMm3 por dia no ano;

    * Os resultados positivos do teste no Campo de Atlanta indicaram uma produção estimada próxima ao limite superior da expectativa de 6-12 kbbl/dia, após a perfuração e completação bem sucedidas do primeiro poço horizontal;

    * A receita líquida foi de R$125,7 milhões no 4T13, comparada a R$116,0 milhões no 4T12. Em 2013, a receita líquida totalizou R$486,1 milhões, um aumento de 5,1% em relação a 2012;

    * O EBITDAX no 4T13 foi de R$65,6 milhões, ante R$59,6 milhões no 4T12; a margem EBITDAX no 4T13 foi de 52,1%. O EBITDAX de 2013 foi de R$271,4 milhões, comparado com R$285,1 milhões em 2012. A margem EBITDAX de 2013 foi de 55,8%;

    * O lucro líquido foi de R$21,2 milhões no 4T13, considerando R$42,3 milhões de despesas relacionadas à devolução do Bloco BM-S-12 à ANP. O lucro líquido de 2013 alcançou R$192,2 milhões, comparado com R$82,5 milhões em 2012;

    * O fluxo de caixa das atividades operacionais de 2013 foi de R$376,4 milhões, um aumento de 48,0% em relação a 2012; e

    * Ao final do 4T13, o saldo de caixa* foi de R$1,0 bilhão e o Caixa Líquido foi de R$837,8 milhões (* Inclui caixa, equivalentes de caixae aplicações financeiras).

    Curtir

      • Resultado no geral, bom. Houve uma pequena redução no lucro de 4T13 decorrente do aumento das DGA e gastos exploratórios. Mas, ao comparar 2013 com 2012, houve um aumento no lucro em 133,1%, decorrente da redução nos gastos exploratórios no decorrer do ano.

        Curtir

      • Fabinvest eu não achei tão bom assim não, eles continuam a gerar lucro financeiro e e teve ate redução no operacional, qdo acabar esse dinheiro em caixa e continuar sem produzir com eficiência ai a vaca vai pro brejo x.

        Curtir

      • Valeu, dividendyeld. É importante termos um outro ponto de vista de uma mesma situação. Mas quando eu disse no geral bom, foi por causa do ano de 2013 que conseguiram melhorar bem em relação a 2012, mas, se olharmos o trimestre, realmente não foi tão bom assim, pois houve uma redução no lucro em mais de 50% se comparado com o trimestre do ano anterior. Talvez, o mais adequado seja dizer que o resultado foi razoável ao invés de bom.

        Curtir

      • Fabinvest eu não olhei esse ano qto foi de lucro financeiro, mas em 2012 foi muito alto boa parte de todo LL, então se torna meio distorcido, qdo esse dinheiro em caixa for diminuindo devido a investimentos temos que ver se vai continuar com lucros altos.

        Curtir

      • Valeu Dividendyel, muito boa suas análises, então não foi tão bom mesmo, 8% de crescimento desconsiderando as receitas financeiras, se considerarmos o EBTIDA de 65MM, só para eu saber que não estou falando muita bobeira, o EBTIDA mede o lucro das atividades operacionais da empresa, desconsiderando os efeitos financeiros né? Só o lucro das atividade mesmo, certo?

        ABraço 🙂

        Curtir

      • O cálculo do EBITDA considera o lucro líquido antes do imposto de renda e contribuição social, do resultado financeiro líquido e das despesas com amortização.
        EBITDAX= é uma medida usada no setor de petróleo e gás calculada da seguinte maneira: EBITDA + despesas de exploração com poços secos ou sub-comerciais.
        Uma forma simples de entender o EBITDA:
        Receita Operacional – Custos para produzir
        Por isso geralmente é maior do que o LL, pois ai ainda não abateu juros de dividas, IR e outras despesas.
        É bom para se ter uma ideia de como a empresa está produzindo

        Curtir

      • Legal Dividend, ou seja, neste caso da Queiroz, lucrou muito mas não ganhou muita eficiência operacional, como maior parte do lucro é receita financeira, e o crescimento no EBITDA não foi tão considerável, saiu do lugar mas a passos curtos, mesmo com lucro teoricamente alto. Certo?

        Curtir

      • Olha eu não estudo QGEP, fiz esse debate aqui somente para ALERTA dessas empresas que abriram capital recentemente, pois tem muito dinheiro aplicado gerando altas receitas financeiras, mas no caso do setor de petróleo e gás o ideal é o EBITDAX.

        Grande abraço Ricardo

        Curtir

      • Foi bom pq voltei a estudar ela, deixa amadurecer mas um pouco, quem sabe la na frente qdo precisar de mais dinheiro para tocar o projeto se torne uma OGX da vida. Vou esperar mais um pouco.

        Curtir

  4. Resultados 3T13

    Lucro Liquido 75,2M +21,4% 3T13x3T12

    ->A produção média diária de gás do Campo de Manati foi de 6,2 MMm3 no 3T13,atingindo 5,9 MMm3 no 9M13.
    -> A receita líquida foi de R$128,2 milhões,comparado a R$127,2 milhões no 3T12.
    -> O lucro líquido foi de R$75,2 milhões no 3T13, aumento de 21,4% em relação ao 3T12.
    -> O EBITDAX no 3T13 foi de R$86,3 milhões, comparado com R$84,9 milhões no 3T12; a margem EBITDAX no 3T13 foi de 67,3%.
    -> O fluxo de caixa das atividades operacionais para o 9M13 foi de R$364,7 milhões, um aumento de 97,0% em relação ao 9M12.
    -> O saldo de caixa* no final do 3T13 foi de R$939,1 milhões.
    -> A QGEP obteve financiamento de R$266,0 milhões da FINEP para apoiar o desenvolvimento do Campo de Atlanta.

    Curtir

  5. QGEP PARTICIPAÇÕES S.A. 8 de maio de 2013

    QGEP divulga seus resultados do 1T13
    Rio de Janeiro, 8 de maio de 2013 – QGEP Participações S.A. (BMF&Bovespa: QGEP3),
    única companhia independente brasileira a operar na área de exclusão do pré-sal, anuncia
    seus resultados do trimestre encerrado em 31 de março de 2013. As informações financeiras e
    operacionais a seguir, salvo indicação ao contrário, são consolidadas de acordo com as práticas
    contábeis adotadas no Brasil, conforme descrito na seção financeira deste relatório.
     A produção média de gás do Campo de Manati foi de 6,6 MMm³/dia no 1T13, comparado com 5,2 MMm³/dia no 1T12.
     A receita líquida alcançou R$131,9 milhões no 1T13, com acréscimo de 37,4% em relação ao 1T12 e 13,7% quando comparada ao 4T12, respectivamente.
     O EBITDAX no 1T13 atingiu R$77,9 milhões, 27,1% acima dos R$61,3 milhões registrados no 1T12. A margem EBITDAX foi de 59,1%.
     O lucro líquido foi de R$65,7 milhões comparado aos R$69,2 milhões registrados no 1T12, com margem líquida de 49,8%.
     O fluxo de caixa das atividades operacionais foi de R$98,7 milhões, o que representa um aumento de 77,1% em relação ao 1T12. Em 31 de março de 2013, o saldo de caixa*

    Curtir

  6. Resultados 4T12 e 2012

    A produção média de gás do Campo de Manati totalizou 6,1 MMm³/dia no 4T12 e em 2012.
     A receita líquida alcançou R$116,0 milhões no 4T12, crescimento de 40% comparado ao 4T11. Em 2012, a receita líquida totalizou R$462,3 milhões, 60% acima da registrada em 2011.
     O EBITDAX atingiu R$62,2 milhões no 4T12, um aumento de 210% sobre o 4T11; a margem EBITDAX foi de 54%. Em 2012, o EBITDAX totalizou R$285,1 milhões, 175% superior aos R$103,6 milhões reportado em 2011.
     O lucro líquido alcançou R$47,3 milhões, comparados a R$23,8 milhões no 4T11; a margem líquida foi de 41%. Em 2012, o lucro líquido totalizou R$82,5 milhões.
     O fluxo de caixa das atividades operacionais alcançou o recorde de R$254,3 milhões em 2012, comparados a R$194,2 milhões em 2011. Em 31 de dezembro de 2012, o saldo de caixa* foi de R$952,3 milhões.

    Curtir

  7. QGEP Divulga os Resultados do Terceiro Trimestre de 2012

    A produção média de gás atingiu 6,7 MMm³/dia no 3T12; patamar similar ao registrado no 2T12. No 9M12, a produção média foi de 6,1 MMm³/dia.
     A receita líquida totalizou R$ 127,2 milhões, crescimento de 71,8% em relação ao 3T11 e de 3,3% em relação ao 2T12. No 9M12, a receita líquida atingiu R$ 346,3 milhões, 68,2% acima do resultado do 9M11.
     O EBITDAX no 3T12 foi de R$ 87,1 milhões, um aumento de 85,3% em comparação ao 3T11; a margem EBITDAX atingiu 68,4%. No 9M12, o EBITDAX aumentou 111,5% quando comparado ao 9M11.
     O lucro líquido alcançou R$ 61,9 milhões, comparado a um prejuízo de R$ 3,5 milhões no 3T11; a margem líquida atingiu 48,7% no período. No 9M12, o lucro líquido atingiu R$ 35,1 milhões.
     O fluxo de caixa gerado das atividades operacionais foi de R$ 64,5 milhões, similar aos R$ 64,9 milhões do 2T12. O saldo de caixa* totalizou R$ 925,5 milhões em 30 de setembro de 2012.

    Curtir

  8. Rio de Janeiro, 02 de Outubro de 2012 – A QGEP Participações S.A. (BMF&Bovespa: QGEP3) divulga hoje a atualização dos seus ativos operacionais e exploratórios.

    Campo de Manati
    O Campo de Manati, localizado na Bacia de Camamu, é um dos maiores campos produtores de gás natural não-associado no Brasil. A QGEP é a maior concessionária do campo com 45% de participação, o qual é operado pela Petrobras. O Campo de Manati é atualmente a única fonte de receita da Companhia e responsável pelo fluxo de caixa robusto da QGEP.
    Considerando a produção de 1,5 bilhão de m3 em 2011, os resultados atualizados da certificação de reservas do Campo de Manati da Gaffney Cline & Associates (GCA), indicaram reservas 1P de 19,7 bilhões de m³ de gás natural. As reservas 2P e 3P são de 20,5 e 22,0 bilhões de m³ de gás natural, respectivamente, com base em dezembro de 2011.
    Os níveis de produção do terceiro trimestre de 2012 permanecem elevados. Em julho, a média diária de produção de gás foi de 6,6 MMm³, e nos meses de agosto e setembro, a média atingiu 6,7 MMm³, um aumento em relação à média diária de produção de 6,6 MMm³ do segundo trimestre de 2012. Em linha com o guidance anterior, a Companhia espera que a média de produção diária do ano de 2012 fique em 6,0 MMm³.

    BM-S-8
    Como anunciado em Agosto, os dados obtidos através de perfilagem a cabo intermediária no prospecto Carcará, no Bloco BM-S-8, confirmaram uma coluna expressiva de 471 metros de óleo de 31° API, onde em pelo menos 400 metros predominam reservatórios carbonáticos microbiais, com excelentes características de permeabilidade e porosidade.
    A perfuração está em andamento para determinar a espessura total da coluna, bem como para investigar a presença de hidrocarbonetos em camadas mais profundas. Baseado nos resultados iniciais positivos, a perfuração vai continuar até uma profundidade final superior a 6.500 metros. Os resultados finais do poço e eventuais testes realizados devem ser divulgados durante o quarto trimestre.

    BM-S-12
    No Bloco BM-S-12, o consórcio solicitou à ANP a revisão do Plano de Avaliação de Descoberta do poço Ilha Bela (1-SCS-13) de modo a viabilizar a reentrada no mesmo para aprofundá-lo e melhor avaliar o reservatório que foi descoberto em 2008. A solicitação foi enviada no final de setembro e o consórcio está aguardando o posicionamento da ANP.

    Curtir

  9. QGEP Divulga os Resultados do 2T12

    A produção média de gás do Campo de Manati no 2T12 foi de 6,6 MMm³/dia, 25,6% superior à
    produção média no 1T12 de 5,2 MMm³ por dia;

    A receita de R$123 milhões no segundo trimestre de 2012, mais que o dobro das receitas reportadas no mesmo período do ano passado;

    O EBITDAX também mais que dobrou, totalizando R$79,4 milhões, e a margem EBITDAX voltou a atingir 64,4%;

    O fluxo de caixa das atividades operacionais chegou a R$64,9 milhões nesse segundo trimestre, três vezes acima do fluxo de caixa do 2T11;

    Após a quitação da dívida e de um trimestre com elevado fluxo de caixa, a Companhia apresenta posição de caixa líquido positivo de R$895,5 milhões em 30 de junho de 2012.

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s