FJTA – FORJAS TAURUS S.A.

BMFBovespa: FJTA3 ; FJTA4

A Forjas Taurus S.A. é uma empresa industrial brasileira, fabricante de armas de fogo.

Produz revólveres, pistolas, carabinas, armas de pressão e armas policiais, para o mercado interno e internacional, além de equipamentos para motociclismo como capacetes e roupas de proteção contra chuva.

Atualmente exporta seus produtos para mais de setenta países, constituindo-se em uma das três maiores fabricantes mundiais de armas curtas.

RI:

Site: http://www.taurusri.com.br/

Anúncios

29 comentários sobre “FJTA – FORJAS TAURUS S.A.

  1. Um amigo perguntou la no Blog de Investimentos sobre o que achava da empresa. Ai resolvi refletir algumas coisinhas…

    1- Nao sou defensor da empresa e quando é pra falar mal EU falo, mas gosto de olhar tudo…nao apenas numeros dentro de um prazo (alguns vao me chamar de louco…mas ta tranquilo):

    Se olhar o ultimo trimestre divulgado frente ao trimestre anterior vejo alguns numeros em crescimento no sentido de apontar melhoras. Pequenas? Sim, sem duvidas..mas estao arrumando a casa. Quando olhamos frente ao ano anterior, temos a sensação que a arrumação ainda leva tempo. Normal, pra uma empresa desse setor e porte na Bolsa. Em agosto, a divulgação do proximo trimestre ira me dar um norte mais definido sobre o rumo dela. Acredito em continuidade da melhora. Esperar pra ver.

    Olhando a Empresa. Recentemente fez uma emissao pra sanar dividas com a oferta na casa de 1,xx e a CBC exerceu tudinho. Mesmo tendo condição de ir no secundario e comprar mais por 0,75. POrque? Porque no secundario o capital levantado nao iria pro caixa da empresa e nao sanaria as dividas. A CBC se tornou socia e esta empenhada em melhorar a Taurus. EU como acionista minoritario, vejo isso com otimos olhos.

    A empresa vem desde o ano passado surtindo efeito da reestruturação, mudança de socios e problemas com as vendas de armas nos EUA. Que por motivos deles, obrigaram aos consumidores a antecipar a compra de muito armamento. Isso explica muito dos numeros fracos observados nos ultimos trimestres. Mas sao resultados esperados e totalmente previsiveis para quem acompanha o mercado de armas de fogo. So que muitos nao sabem oou nao conhecem que o mercado americano é “louco” por armas e louco pelos revolvres da Taurus. Eles la comprar 2 a 4 armas e ficam renovando o armamento constantemente. Logo, o mercado é giganteso (pra nao falar infinito…que seria incorreto…mas bem perto disso). No Brasil é a unica empresa. Nao tem concorrentes internos e suas ultimas associações a fizerem ter uma capilaridade global que ainda sera refletida nos preços.

    A Tauros tem nos capacetes e nos engradados plasticos (esqueci o nome tecnico) uma outra frente que tb esta em crescimento. Pequeno, mas crescendo. Sem contar que ainda é a fabricante do melhor revolver do mundo. Logo, temos um produto unico e desejado pelo mundo todo. E a unica que vende armas e material de proteção para forças policiais no Brasil e força de segurança. Sao contratos garantidos e longos.

    Enfim….nao é uma analise nem tecnica e nem fundamentalista. E apenas a opiniao de um acionista que conheçe a empresa e seu ramo. Um investidor que esta aproveitando os preços atuais. Isso mesmo, estou comprando aos poucos. Esta empresa nao vale o que esta valendo. Vale mais. Ela é cobiçada por muitas estrangeiras. E uma ação sem liquidez. Ja foi muito surrada e explorada por grandes players do mercado. Tem que saber que é algo pra deixar maturar e ir aportando aos poucos e sem necessidade de ve-la dando retorno amanha.

    Pra resumir o que acho: Unica no mercado nacional. Tem um dos melhores produto do mundo. Unica que atende as forças nacionais de segurança e ao exercito brasileiro. Uma das mais que vende revolver no maior mercado de armas do mundo, os EUA. Desejada por concorrentes, por reconhecer que a Taurus tem otimos projetos de revolver e otimos armeiros. Vai colher os frutos da reestruturação que passou. Vai passar a refletir sua penetração mundial devido as ultimas associações feitas. Vai reduzir dividas e esta alinhada com seu mais novo socio estrategico a CBC para colocar a empresa de novo no patamar de CASE de sucesso….nao consigo deixar de gostar dela.

    Feiras de armas? O stand mais visitado? Taurus.
    Revistas especializadas? Empresa mais citada? Taurus.
    Armamento preferido por policiais e militares no Brasil para uma segunda arma? Taurus.
    Revolver mais vendido nos EUA? Taurus.

    Claro que o preço da Taurus a coloca neste patamar. Preço das armas. Sao boas e baratas. Por isso da preferencia. Vende e vende muito. Mas tem que arrumar a casa. Nao é investimento pra uma carteira iniciante. E investimento pra quem conheçe o ramo e a empresa. E sabe que ela nao vale o que esta sendo mostrado no secundario, e que sabe que cedo ou tarde ira dar um saltinho…mesmo que seja novamente por meio de grandes fundos ou pessoas…mas se der…estarei la presente pra aproveitar.

    Pode dar tudo errado? POde!
    Existe outras empresas dando mais lucro? SIM!
    Porque entao ficar nela? Pelo potencial que desenhei. Pelo ramo e mercado. Uma diversificação seletiva que cabe no meu perfil.

    Nao e indicação de nada. Apenas minha opiniao.

    Espero ter ajudado.

    Valeu!!!

    Curtir

    • Gama,

      Meu problema com ela é governança.

      Controlador trabalhando em operações discutíveis(venda de uma divisão ano passado), emissão de ação como operação para fugir de OPA(o que a CBC fez), histórico de muitas transações com partes relacionadas no balanço e etc….

      Eu fico longo de companhia assim, não importa as perspectivas.

      Curtido por 1 pessoa

      • Pra quem acompanha a empresa…

        As empresas Glock e CZ estao com planos de abrir fabricas no Brasil. Desde 2012 a lei brasileira passou a permitir fabrica de armamentos estrangeiras. Estas duas empresas sao lideres e possuem otimos equipamentos. Mas isso ja é falado ha muito tempo, mas a cada vez que é repitido se torna mais forte (ao meu ver). Seria algo a “complicar” o caminho da taurus se ela nao se ajeitar logo.

        Na minha opiniao a CBC e a Turus deveriam se unir. Seria um abaita empresa de armamento: Armas e munição e focados numa coisa so. Mas a briga entre seus socios e confusao no conselho esta impedindo isso. Aqui ao meu ver que mora o maior o maior perigo da empresa. Os socios brigarem e com isso deixam a empresa de lado ate descobrirem quem realmente manda. Ai pode ser tarde demais pra colocar a empresa nos eixos e estao deixando arestas pra entrada de concorrentes.

        Dia 21/07 saiu materia (que ao meu ver é paga) sobre os problemas da empresa no site da Exame. Ali e abordado novamente a questao das pistolas que disparam sozinhas. E mais, ja foi mencionado as submetralhadoras tambem. As das pistolas é verdade e pra mim o maior tombo na qualidade Taurus. So que temos que olhar tudo. O produto plus da empresa sao os revolveres. Qualidade e preço. Otima relação custo/beneficio. So que nao adianta ter um produto plus e varios outros queimando o nome da empresa. Do que adianta ser a unica com autorizção do exercito a vender para forças de segurança, se o que vende é contestado por quem usa? Isso reflete a bagunça na gerencia da empresa!

        Busquem na rede que acharao outras noticias sobre a empresa e seus problemas. Se nao tivesse problema nao estaria com estes preços atuais.

        Quero com estes post deixar claro que nao indico a Taurus. Nao indico nada. So coloquei minhas opinioes. Ainda gosto da empresa. Ainda estou reforçando posição nela. A carrego ha muitos anos e poder ver o preço voltar a patamares de muito anos atras pra mim é algo positivo. Cada um que perceba se seu perfil permite te-la ou nao na carteira.

        O que eu espero pra ela? Que ao longo de 2014 a biga interna se resolva. Com saida do controlador, com entrada de novo socio, com um CEO focado na empresa…o que for. Mas que o foco volte e os numeros passem a refletir isso. Caso a CBC e o socio majoritario passem de fato a comandar a empresa…vejo melhoras operacionais. Caso os minoritarios fiquem atrapalhando por questao de poder (PREVI)…ai a coisa se complica um pouquinho. Se um concorrente abrir a fabrica…outra complicação.

        Agora, a empresa com tudo isso ainda e unica no Brasil. Maior da America latina e esta entre top 10 do mundo. E tem ainda um dos melhores revolveres do mundo. As vendas americanas retornando a patamares anteriores…os numeros melhoram de forma gritante. Isso eu espero pro 3 e 4 trimestres.

        Arriscado? SIM. E muito. Aposta? Ainda acho que nao, pois o snumeros e dados estao ai. O historico tb. Baixa liquidez atrapalha? Muito e aumentas ainda mais o risco. Tem coisa melhor? Tem. Entao pra que ficar nela? Por ainda achar que o potencial a ser colhido sera muito bom. Ainda mais pelo tempo que estou nela e por tudo o que colhi e por estar agora com uma janela de preço muito boa pra melhorar ainda mais minha posição e buscar um bom retorno. E sua maior posição? Não. Nem siria, devido a grau enorme de riscos. Mais esta caminhando pra ser se perceber que entrou nos eixos. Ai cabe a cada um monitorar.

        Espero ter ajudado. E por favor….nao comprem e nem vendam nada devido a comentarios. Busquem mais informações e reflitam bastante sobre a decisao. Aqui sao apenas opinioes.

        Valeu!!!

        Curtido por 1 pessoa

  2. Resultado 1T14
    LL -4,5 M -150% x 1T13

    Aprovação de capitalização da Companhia em AGE de 29/04/14, com aumento de capital particular por subscrição de ações de até R$ 201 milhões, na proporção de 1/3 ON e 2/3 PN, com subscrição parcial de no mínimo R$ 50 milhões;
     Aviso aos Acionistas divulgado em 06/05/14 sobre aumento de capital de até R$ 201 milhões, mediante a emissão de até 48.528.020 ações ordinárias e 97.056.038 ações preferenciais, pelo preço de emissão de R$1,38 por ação. Acionistas que negociarem em bolsa, ainda terão direito de preferência até 27/05/14 (data de corte); as ações ficarão ex-subscrição a contar de 28/05/14, com 2 rateios de sobras, após o exercício de preferência que se encerrará em 27/06/14;
     Aprovação das Demonstrações Financeiras de 2013 e rerratificação do exercício de 2012, face reapresentação espontânea em AGO/AGE de 30/04/14;
     Eleição do Conselho Fiscal na AGO/AGE de 30/04/14 com a recondução dos atuais membros efetivos;
     Renúncia do Conselheiro Fernando José Soares Estima do Conselho de Administração (“CA”) em 25/04/14, determinando eleição de todo o Conselho face ter sido eleito por voto múltiplo (art. 141 da Lei das S.A.);

    http://www.taurusri.com.br/Download.aspx?Arquivo=0XVOGHOCbyQusuUiGxvskg==

    Péssimo resultado, impactado por (a) queda na receita de 26,5%; (b) queda no lucro bruto de 41,4%; e (c) aumento de 0,6% nas despesas operacionais.

    Curtir

  3. Resultados do 4º Trimestre e 2013
    LL R$ -70,2 M +205,2% x 4T12 / LL R$ -80,3 M -31,5% x 2012
    DESTAQUES DO ANO DE 2013

    * Fundamentos de demanda foram mantidos, com uma receita líquida consolidada de R$ 807,3 milhões aumentando 15,2% em relação a 2012, explicada em especial pelo forte crescimento nas exportações;
    * Exportações crescem 33,3% atingindo R$ 547,3 milhões em 2013, respondendo por 68% da receita líquida, face câmbio favorável e à continuidade da demanda;
    * Aumento da participação do mercado externo na receita líquida: o mercado norte–americano atinge 64% em 2013 (52% em 2012), enquanto outros países correspondem a 4% (7% em 2012). As exportações totalizaram 68% (59% em 2012) da receita líquida;
    * Receita líquida do segmento de armas atinge R$ 621,2 milhões em 2013, 20,3% superior, respondendo por 76,9% da receita líquida (73,7% em 2012), sendo que cerca de 87% foram oriundos de receita de exportação;
    * Receita líquida do segmento de capacetes atinge R$ 127,6 milhões em 2013, 5% superior a 2012, respondendo por 15,8% da receita líquida (17,3% em 2012). Esse segmento representou ganho de share de mercado, num ano em que houve queda de 7,4% nas vendas de motos no país no mesmo período;
    * O lucro bruto do segmento de armas foi de R$ 195,0 milhões em 2013, 2% abaixo de 2012, com margem bruta de 31,4% (contra 38,5% de 2012), explicada por um (i) aumento nos custos superior ao crescimento da receita; (ii) maior nível de exigência na qualidade, com menor aceite da não-conformidade na produção, em especial em revólveres e armas longas, fatos que reverterão a médio prazo em ganhos futuros de produtividade e de margens;
    * 14/mar/14: Divulgação do Relatório de revisão periódica da classificação de risco relativo às emissões de debêntures de 2010 e 2011 da Taurus, elaborada pela Fitch Ratings, com a manutenção do mesmo rating anterior, a saber: (i) Rating Nacional de Longo Prazo: “A-(bra)”; (ii) Rating Nacional de Longo Prazo “A-(bra)” da 1ª emissão de debêntures, no montante de BRL100 milhões, com vencimento final em abril de 2014 (última parcela de R$ 15 milhões); (iii) Rating Nacional de Longo Prazo “A-(bra)”da 2ª emissão de debêntures, no montante de BRL50 milhões, com vencimento em 2016; e (iv) Perspectiva do Rating corporativo: estável.
    * Projeto de Otimização do Capital de Giro continua mostrando resultados: (i) redução de 22% nos estoques de produtos acabados em 31/dez/13 em relação ao final de 2012 e de 17% nos estoques totais, podendo melhorar ainda mais; (ii) melhora nos prazos médios de contas a receber e estoque; e (iii) redução de 14% em impostos a recuperar;
    * Projeto Foco na Qualidade: indicadores de não-conformidade nas linhas de produção nos 2013 apresentando melhoria contínua nas inspeções dos produtos no Brasil e nos EUA;
    * Projeto Desativação da Produção e Prestação de Serviços de Forjaria para Terceiros: iniciado em abril/13 e finalizado em setembro/13;
    * Projeto de Consolidação Industrial na planta própria de São Leopoldo: transferência da Steelinject de Caxias do Sul (RS) em julho de 2013 e a migração de armas longas da Rossi no lay-out do Lean Manufacturing até junho/14; e
    * Projeto de Marketing dos produtos para os EUA: apresentação na Feira de Dallas de 29 de outubro a 01 de novembro de 2013 e na Convenção de Representantes e Distribuidores realizada durante o evento (i) do novo projeto WHITE BOX; (ii) reposicionamento dos produtos; (iii) novas campanhas de marketing com campeões de tiro como Jessie Duff (Campeonatos Femininos de Tiro) e Alex Larche (Campeonatos Juniores de Tiro) para o time Taurus.
    * Criação de um Comitê Especial Não Estatutário pelo Conselho de Administração, com o objetivo de analisar e recomendar providências cabíveis relacionadas às medidas subsequentes às reapresentações de 2012 e 2013.

    http://www.taurusri.com.br/Download.aspx?Arquivo=A/0uaC1nUuzmJDSo5pUIcw==

    Resultado Péssimo. Queda na receita líquida. Queda na Margem Bruta. Aumento nas Desp. Operacionais, Margem Líquida negativa. Segundo o relatório, o motivo do prejuízo no trimestre foi em decorrência da redução do lucro bruto e aumento das despesas operacionais. E o motivo do prejuízo no ano de 2013 foi aumento do CPV de 33,3%, acima do crescimento da receita; queda no volume de produção em função da improdutividade; e aumento nas despesas operacionais. Não tem jeito, precisam melhorar. Desandou totalmente neste trimestre.

    Curtir

  4. Sou acionista e nao sabia de nada…nenhum aviso ..nada mesmo. Tenho que ficar procurando por canis alternativos pra tentar saber o que esta havendo com a empresa.

    ” Juiza manda Taurus e Wotan Brasil a pagar R$ 58 milhões aos seus credores da alemã Wotan
    A juíza Keila Silene Tortelli, 2ªVara Cível do Foro de Porto Alegre, promulgou sentença na qual obriga Wotan e Taurus ao pagamento de R$ 58 milhões para a Wotan da Alemanha.
    . As duas empresas devem e não pagam aos alemães desde 2001.
    . O processo arrastou-se até agora.
    . O caso da Wotan tem assombrado os sucessivos presidentes do grupo Taurus, que se desfizeram do controle da empresa, um negócio que até hoje o mercado não assimilou como devia.
    . A Taurus tem sofrido constrangimentos nos seus negócios por causa do imbroglio, o último dos quais foi a negativa dos seus auditores em homologar sem reservas o balanço mais recente. O grupo é acusado de não formar provisões em valor compatível com o tamanho das demandas judiciais que enfrenta.”

    Esse panico todo, e esta queda acelerada tem ate razao, se isto for verdade. To tentando com o RI…ta fo##!

    Eu adorava esta emrpesa…ainda adora por ser diferencial e ser lider aqui e la fora no seu segmento e ter um dos melhores produtos do mundo (o revolver Taurus). Ganha em dolar e tem custos em reais…exporta pra EUA que adora armas e esta comprando muito….e tem uma boa gestao. Bem, tinha ate agora.

    Assim que conseguir coisas mais conretas posto pra galera que tb acompanha este ativo.

    PS: Nao gosto quando começa a falar que bilionario ta de olho, que grande fundo ta de olho…isso so estraga a tendencia do papel. O mercado quer noticia pra girar e os grande fazem o que quer quando o ativo nao tem muita liquidez. Tem que ter noçao disso quando investe em small. Por isso minha posição nao é exagerada.

    Valeu!

    Curtir

  5. Resultado 3T13
    LL 5,1M -46,5% x 3T12

    -> Receita líquida consolidada de R$ 218,7 milhões, cresce 44,8% no 3T13 sobre o 3T12 e 7,3% sobre o 2T13 face: (i) incremento nas exportações; (ii) câmbio favorável; e (iii) forte aumento no mercado interno;
    -> Composição da receita líquida no 3T13: 64% para EUA e Canadá; 5% outros países; e 31% mercado interno;
    -> Receita líquida de exportação de R$ 145,7 milhões, crescimento de 51%, representando 66,6% do total no 3T13 (contra 63,9% no 3T12);
    -> Mercado interno com receita líquida de R$ 73 milhões no 3T13, 33,7% superior ao 3T12, respondendo por 33,4% da receita total (36,1% no 3T12);
    -> Receita do segmento de armas atinge R$ 170,0 milhões no 3T13, 44,5% acima do 3T12 e 12% maior que o 2T13, mantendo a participação em torno de 78% da receita líquida nos 3ºs trimestre de 2013/2012;
    -> Receita de capacetes fica em R$ 33,8 milhões no 3T12, 14,3% superior ao 3T12 e 0,5% acima do 2T13,
    respondendo por 15,4% da receita líquida no 3T13 e 2T13 (contra 19,6% no 3T12);
    -> Lucro bruto de capacetes foi de R$ 13,0 milhões no 3T13, 3,4% superior ao do 3T12, com margem bruta de 38,6% contra 42,7% do 3T12, 40,1% do 2T13 e com melhora sobre a margem de 34,5% do 1T13;
    -> Redução da inadimplência do consumidor, passando de +0,72% em agosto/13, para -0,34% em setembro/13 e -1,17 em outubro/13 2013 (contra o mesmo mês de 2012);
    -> Boa evolução da correlação entre emplacamentos de motocicletas e venda de capacetes da Taurus, para cada moto vendida, ficando em 1,7 capacetes no 3T13, contra 1,64 no 2T13 e 1,68 no 1T13;
    -> EBITDA ajustado fica em R$ 47,2 milhões e margem de 21,6% no 3T13, 26% acima do 3T12 e 69,1% superior
    ao 2T13, face crescimento no lucro bruto, apesar do aumento nas despesas operacionais pelo aumento dos gastos com consultoria para a repactuação, avaliações e contratações para a nova estrutura organizacional; e
    -> Retomada do lucro líquido no 3T13, atingindo R$ 5,1 milhões (contra R$ 9,5 milhões no 3T12) explicado
    pelo crescimento no lucro bruto e redução nas despesas operacionais em relação ao 2T13

    Curtir

    • Blz…

      Regular pra bom….pois conseguiu reduzir custos e aumentar receitas e voltar a lucro. Se seguir assim na nova estruturação so sera alegria. Manteve 20% do mercado americano de armas (revolveres em especial)…um share fantastico no maior mercado do mundo pra tal tipo de arma. Mantendo isso ou aumentando…ai sim seria meu sonho realizado!

      Recentemente foi considerada empresa estrategica de defesa nacional (fato relevante recente) o que trara enormes vendas governamentais e com otimos valores pra empresa. Sem contar mais um mercado meio que garantido, o nacional.

      Esta com pesquisas avançadas em armas nao letais e equipamentos de segurança. Muito usados em casos de manifestações publicas. Quem sabe me breve nao vem aumento de portfolio da empresa e mais receitas e mais lucro!

      Gostei dos numeros…todos os importantes em crescimento. E o que considero importante numa small caps…a equipe de gestao 100% envolvida na empresa e focada para seu crescimento constante.

      Isso é minha opiniao…junto com BBDC a Taurus e bem relevante na minha carteira. Por falar nisso…vcs ja compraram sua arma de fogo? …. 🙂 ….. custa nada fazer uma propaganda da minha empresa…ne? 🙂

      Valeu!!!

      Curtir

      • kkkk….boa….mas pra descontrair…

        Teve uma feira de armas no Rio Centro. A Taurus mandou convite. Fui com meu irmao pra sentir o estande dela. Era o que mais bombava entre os fabricantes. E olha que tinha de todos os locais do mundo. A empresa é referencia mundial e tem o melhor revolver do mundo (que ja ganhou todos os premios possiveis). Ai fui na sala reservada…achava que nao era pra todos…me apresentei como acionista e fui recebido la! Achei o maior barato…nem sei se era permitido…so sei que os executivos que ali estavam trataram bem um acionista pequeno. E posso falar que o RI funciona muito bem.

        Somando tudo…fica dificil de ficar fora de uma empresa assim. Tenho amigos colecionadores de arma, e por meio deles conheci a empresa e fui conhecendo mais sobre armas de fogo. Foi dai que vi um nicho especifico e com grandes potenciais. Enquanto houver homens…haverao armas de fogo. Nao sei quem disse isso…mas tem todo sentido pra mim.

        Valeu!!!

        PS: nao consigo desconto nao…KKKKKKK…se nao o lucro cai…..KKKKKK

        Curtir

  6. Agora vem com comunicado que precisara renegociar preventivamente alguns compromissos financeiros….mas que seu robusto caixa o permite fazer tudo com calma.

    Na boa….ta com o ultimo balanço atrasado. Me vem com essa agora…como nao tem balanço nao da pra saber do que se trata. Esse limbo que nos acionista pequenos ficamos que é fogo.

    A empresa deveria ta reportando um belo balanço, pois sua vendas continuam em alta pelo mundo afora. E lider isolada no mundo na venda de revolveres (seu produto maximo). Tem custo em real e mais de 50% de lucro atrelado ao dolar…..o cenario seria animador. Mas sem balanço nao da pra decidir aumentar ou nao a posição…e essa demora ferra com bons pontos de entrada.

    Paciencia…..e esperar pra ver sem aumento de posição.

    Valeu!!!

    Curtir

    • ops…essa renogiciação pode ser positiva a empresa. Tem um robusto caixa e quer antecipar pagamentos e se ivrar de dividas futuras ou ate memso trocar o indexador das dividas…resgatar titulos lançados…sei la…..mas pode ser positivo! Esperança de acionista…KKKK

      Mas reforço…atraso na divulgação de balanço tinha que ter multa muito..mais muito pesada pra as empresas. A mulinha nem coça o bolso (que acaba sendo o meu!!!)

      Valeu!!!

      Curtir

  7. Forjas forjas…atrasando e adiando o balanço…..

    Nesse tempo que sou acionista nunca havia visto isso….o que pensar? Que nao vem boa coisa? Sei la…boatos e boatos…..

    Explicação aqui…outra ali…mas o balanço nao vem. Quero ver os numeros!!! Quero saber como a empresa foi e pra onde pode ir!!!

    Desabafei….. 🙂

    Valeu!!!

    Curtir

  8. Forjas Taurus cresce 28% no primeiro trimestre de 2013

    A Forjas Taurus atingiu uma receita líquida consolidada de R$ 228,7 milhões no primeiro trimestre de 2013. Esse índice representa um crescimento de 28,2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

    O Presidente da Companhia, Dennis Braz Gonçalves, explica que Essa trajetória foi registrada, em parte, graças ao aumento das exportações.

    – As vendas para o exterior tiveram um acréscimo de 58,9%. Elas responderam por 75% da receita líquida total consolidada no primeiro trimestre comparado com 61% no ano passado – afirma Dennis ressaltando que somente o mercado norte-americano contribuiu com 72% da receita líquida total no período.

    O principal segmento da Companhia é o de Defesa & Segurança. Atualmente, ele responde por 79,3% da receita líquida consolidada. As vendas de armas nos três primeiros meses do ano totalizaram R$ 181,4 milhões, sendo 38,4% superior a 2012.

    Segundo Gonçalves, o desempenho do segmento de armas se explica principalmente por diversos motivos: a mudança no mix de produtos; a redução nos estoques face forte demanda no mercado norte-americano e de outros países; a recuperação das margens pelo aumento no volume de vendas; e a menor pressão de custos de matéria-prima.

    A Companhia gaúcha atua também no Segmento de Metalurgia e Plásticos. Neste nicho, o destaque ficou para a venda de capacetes para motociclistas que representaram 13,1% da receita líquida, no total de R$ 29,9 milhões no primeiro trimestre de 2013.

    A geração de caixa consolidada no 1T13, foi superior em 21,5% medida pelo conceito EBITDA sobre o primeiro trimestre de 2012 e com elevação de 37,8% sobre os três últimos meses do ano.

    O lucro líquido consolidado do período foi 10,8% superior ao quarto trimestre de 2012. No entanto, foi 2,1% abaixo do primeiro trimestre do ano anterior, registrando R$ 11,9 milhões. Este forte acréscimo no lucro líquido consolidado foi motivado pelo crescimento na receita tanto do segmento de defesa e segurança, quanto de outros segmentos de metalurgia e plásticos, exceto capacetes; pelo aumento no lucro bruto; pela realização de lucros nos estoques consolidados; pela variação cambial; pela diminuição das despesas financeiras líquidas; e pelo menor impacto do resultado das operações descontinuadas da empresa Taurus Máquinas-Ferramenta Ltda.

    Dennis destaca que os excelentes resultados atingidos no início deste ano estão em sintonia com o novo posicionamento adotado pela Companhia.

    – Nosso foco este ano está centrado em três fatores: qualidade, sustentabilidade financeira e rentabilidade. Nesse sentido, tomamos medidas que garantem uma excelência cada vez maior dos nossos produtos e serviços. Além disso, estamos trabalhando para melhorar ainda mais a nossa gestão da receita, da despesa e a redução dos custos financeiros – finaliza.

    Curtir

    • Gama
      Olhei os balanços e vi uma empresa muito concentrada na exportação e totalmente dependente do mercado externo, com mais de 75% de seu resultado proveniente de armamentos. Deve ser um mercado bem competitivo porque a margem líquida é pequena (5%) e está bem endividadinha e não é das mais rentáveis; começou a fazer a lição de casa, reorganizando parques fabris e tentando alongar a dívida. Até que não está cara, mas tem motivo para isso e tem de torcer para ela conseguir “engrenar” e manter, porque no histórico é típico uma sucessão de momentos bons e ruins ( talvez pela extrema correlação com o mercado externo ).
      Eu não tenho essa perspectiva de melhoria nos EUA que você tem por acompanhar mais de perto o segmento de armas, talvez isso justifique sua confiança e ai fundamente sua tese de investimento.
      Outro ponto que não me atrai muito foi o fato de ela ter sido muito divulgada nos tempos dos clubes da geração, inflaram demais a cotação no passado sem o resultado ter acompanhando a cotação e ai virou especulação.

      Curtir

      • Uma empresa que esta em crescimento. Num setor que sempre twra demanda. A empresa tem o melhor produto do mundo: o revoler taurus foi eleito o melhor do mundo. Nao me preocupo com o % para mercado externo. Os clientes estao no EUA. A ultima associacao com um grandw grupo de armamentos aimentara a visibilifade e as vendas da empresa. Aguardo trimesyres ainda mais promissores.
        Na epoca dos clubes, a geracao era o maipr acionista individual da empresa. Se nao me engano com cadeira no conselho. Quem entrou nessa epoca lucrou muito. Depois eles realizaram…mas e top 10 em muitas casas no segmento de small.
        Ainda nao olhei o balanco…mas pelos comentarios vou gostar. Valeu pelas suas observacoes.

        Valeu!!!

        Curtir

    • Eu tenho ela na carteira, gostei do resultado divulgado ontem. Acho que a empresa tem boa perspectiva pela frente, EUA comprando armas como nunca, e além disso teremos grandes eventos no Brasil nos próximos anos, que com certeza movimentarão muita grana neste mercado de armas e segurança.

      Curtir

      • Joffre,

        Ainda nao analisei os resultados. Mas hoje da pra sentir que foi coisa boa….Venho investindo nesse ativo ha muito tempo. Sempre gostei do setor de armamentos. Tb considero o setor de motos, pela participação dela em capacetes. A parte de ferramentas considero despresivel, ainda.

        Vc disse tudo. O setor tem muito a crescer. E digo mais. Especificamente de de revolveres e pistolas…o suprasumo da Taurus e o que vai bombar nos proximos anos no mundo. As regras de endurecimento sao contra as armas automaticas e de grande calibre. A Taurus vai saber explorar isso muito bem e conseguir ampliar em muito suas vendas. Tenho parentes colecionadores de armas e freuqento esse universo de perto. A empresa e muito falada e presença forte nas feiras mundiais. Na ultima que ocorreu no Rio centro fui e pude ver de perto a movimentação no estande dela.

        Todos os proventos que ela paga, eu recoloco nele sem pensar duas vezes. Tem um potencial assustador essa ação. Essa é pra sentar e se deliciar. Pelo menos ate o expectativa do setor mudar.

        Vou ler com calma os numeros publicados. E depois posto aqui. Se vc tiver alguma observação posta ai tb e vamos trocando ideias.

        Valeu!!!

        Curtir

  9. Dividendos Intermediários – 1º Sem./2012 no valor total de R$ 9.028.355,70, à razão de R$ 0,07 por ação ordinária e R$ 0,07 por ação preferencial, Pay-out (dividendo distribuído sobre lucro ajustado) 36,91% As ações serão negociadas nas Bolsas de Valores “ex-dividendos”, a partir de 17 de agosto de 2012, inclusive; O início do pagamento de dividendos será a partir de 21 de novembro de 2012 sem atualização monetária

    Curtir

  10. DESTAQUES DO 1º SEMESTRE DE 2012 (1S12)

    O lucro líquido consolidado do 2T12 foi de R$ 9,5 milhões e margem líquida de 5,4%, contra o prejuízo de R$ 0,2 milhão e margem negativa de 0,1% apresentados no 2T11. A reversão foi explicada pelo crescimento de 20,7% no lucro bruto, redução de 2,5% nas despesas operacionais, que contribuíram para a maior geração operacional de caixa (EBITDA), com acréscimo da ordem de 54,6%.

    Receita líquida consolidada de R$ 354 milhões, cresce 17% e exportações 21%, com dólar médio 14% maior;

    Volume de vendas de capacetes sobe 19,5% e receita líquida aumenta 5,9% no 1S12, enquanto que o mercado de motocicletas cai 13% em volume de vendas;

    O segmento de capacetes ganha fatia de mercado, passando de 52% para 54%;

    EBIT de R$ 66 milhões, se eleva em 45%, com margem de 19%;

    EBITDA de R$ 80,5 milhões, aumenta 37% com margem de 23% sobre a receita no 1S12 (19% no 1S11);

    Lucro líquido de R$ 22 milhões, com incremento de 212% e margem de 6,1% no 1S12/1S11;

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s