ALLL – ALL AMERICA LATINA LOGISTICA S.A.

ALLL3

BMFBovespa: ALLL3

Maior Operadora Logística Independente da América Latina

Área de cobertura engloba 65% do PIB do Mercosul e 78% das exportações de grãos da América do Sul Operações no Brasil, Argentina, Chile e Uruguai

Atende a sete dos mais importantes portos do Brasil e da Argentina Operações de transporte “porta-a-porta”, distribuição urbana, frota dedicada, serviços de armazenamento, incluindo a gestão de estoques e centros de distribuição

21.300 km de rede ferroviária, 1.095 locomotivas, 31.650 vagões, 650 veículos rodoviários, centros de distribuição e instalações de armazenamento A ALL é a maior operadora logística independente baseada em ferrovias da América Latina, oferecendo uma gama completa de serviços de logística de grande porte, com operações de transporte “porta-a-porta” intermodal (door-to-door), doméstico e internacional, distribuição urbana, serviços de terminal portuário, frota dedicada, serviços de armazenamento, incluindo a gestão de estoques e centros de distribuição. A principal área de cobertura da ALL engloba mais de 65% do Produto Interno Bruto (“PIB”) do Mercosul, cobrindo os estados de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e a Região Sul do Brasil, a região central da Argentina, cruzando as fronteiras do Paraguai e Uruguai, e servindo o Chile por rodovia a partir da base logística intermodal de Mendoza, Argentina. A rede ferroviária da ALL atende a sete dos mais importantes portos do Brasil e da Argentina, através dos quais aproximadamente 78% das exportações de grãos da América do Sul são embarcadas anualmente.

A ALL possui e opera uma vasta plataforma de ativos, incluindo uma rede ferroviária com 21.300 quilômetros de extensão, 1.095 locomotivas, 31.650 vagões, 650 veículos para transporte rodoviário (carretas e caminhões próprios ou de transportadores associados), centros de distribuição e instalações de armazenamento. Os terrenos arrendados à ALL incluem áreas disponíveis para construção de armazéns e terminais logísticos no Brasil e na Argentina, valendo ressaltar, mais de um milhão de metros quadrados na zona industrial de Buenos Aires. As áreas de concessão da ALL propiciam oportunidades significativas para incrementar sua base de ativos de forma a permitir o aperfeiçoamento da logística e outros serviços da ALL.

RI: ir@all-logistica.com

Site: http://www.all-logistica.com/port/index.htm

ALLL3_Org ALLL3_Ficha

Anúncios

37 comentários sobre “ALLL – ALL AMERICA LATINA LOGISTICA S.A.

  1. BOFA REITERA COMPRA PARA RUMO APÓS SINAIS POSITIVOS DE RETOMADA COM NOVA ADMINISTRAÇÃO

    São Paulo, 22/06/2015 – O Bank of America Merrill Lynch (BofA) reiterou a recomendação de compra para Rumo, após reunião com os administradores da companhia na qual a equipe de análise do banco observou que a recuperação da empresa já está em andamento e os resultados iniciais estão sendo capturados, em especial aqueles decorrentes da melhoria de processos internos, que não dependem de gastos de capital.

    Segundo os analistas do BofA, o diretor-presidente da Rumo, Julio Fontana, reforçou que o plano de negócios anunciado pela companhia em abril está se desenvolvendo e que algumas metas operacionais estão acima das expectativas. “Em termos de produção, vimos um segundo mês de volumes recordes. Notamos que a administração está positivamente impressionada com a velocidade das melhorias no acesso a Santos e também com a redução de acidentes”, disseram Sara Delfim, Murilo Freiberger, Roberto Otero e Joe Moura, no documento.

    Eles comentaram que uma melhor gestão dos pátios de manobra e do acesso ao porto reduziu o tempo de trânsito a Santos em 10%, o que propiciou um melhor giro dos ativos e capacidade.

    No que diz respeito aos investimentos, os profissionais comentaram que o novo ciclo deve ser iniciado em 1º de julho, com novos ativos ferroviários sendo adicionados, incluindo 20 novas locomotivas e 750 vagões de 90 toneladas (ante os vagões de 50 toneladas da frota atual). E salientaram para 2015 a expectativa da companhia é trocar 72 locomotivas, o que propiciará menor manutenção, diminuição do consumo de combustíveis e redução de acidentes. Também destacaram que, na via permanente, os investimentos no material circulante está abaixo do orçamento.

    Já sobre a renovação das concessões, a equipe do BofA indicou que Fontana mostrou-se otimista, especialmente por conta do novo pacote de infraestrutura. “O leilão por novos projetos ferroviários depende dos investimentos (capex) da Rumo para aumentar a capacidade de sua malha principal”, disseram os analistas.

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s