BRPR – BR PROPERTIES S.A.

BRPR3

BMFBovespa: BRPR3

BR Properties S.A. (“BR Properties” ou “Companhia”) é uma das principais empresas de investimento em imóveis comerciais de renda do Brasil. A Companhia tem como foco a aquisição, locação, administração, incorporação e venda de imóveis comerciais, especialmente imóveis qualificados como Escritórios, Galpões Industriais e de Varejo, localizados nas principais regiões metropolitanas do Brasil, como São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Belo Horizonte.

O objetivo da BR Properties é adquirir imóveis comerciais estrategicamente localizados, entendidos como de forte potencial de rentabilidade e valorização, e auferir receitas de locação por meio de administração proativa e dinâmica, voltada a adicionar valor aos imóveis de propriedade da Companhia, o que implica investimentos em melhorias, expansão com aumento de área locável e redução de custos de ocupação.

A BR Properties dedica especial atenção ao relacionamento com seus inquilinos, de forma a ser efetivamente provedora de soluções imobiliárias para as empresas ocupantes dos imóveis, antecipando tendências e necessidades.

A Companhia busca em suas aquisições preferencialmente imóveis comerciais que já estejam gerando receitas de locação, avaliando de forma cuidadosa as características e informações cadastrais dos locatários. Adicionalmente, a BR Properties monitora permanentemente o mercado imobiliário comercial brasileiro a fim de antecipar tendências, conhecer a oferta e a demanda nas diversas regiões de sua atuação, de forma a avaliar oportunidades de aquisição e também realizar ganhos relativos à valorização dos imóveis por meio de sua venda. A estratégia de negócios da Companhia inclui também a aquisição de imóveis na modalidade de Sale-Lease-Back, desenvolvimentos Built to Suit e, ainda, a incorporação de empreendimentos imobiliários comerciais, com a finalidade principal de mantê-los em carteira para renda.

O modelo de negócio adotado pela Companhia é integrado e completo, com equipes internas dedicadas a cada fase das diversas atividades, desde a identificação de oportunidades de aquisição de imóveis, realização de diligências rigorosas sobre o imóvel e inquilinos, administração predial, locação das eventuais áreas vagas e até a possível venda do imóvel. Este modelo permite à BR Properties potencializar a geração de receita durante a permanência do imóvel no seu portfólio e resulta em baixa volatilidade e ganhos com a venda dos ativos após o período de maturação do investimento. A estrutura operacional é completa, composta de todas as áreas de atuação do negócio imobiliário comercial. A BR Properties busca desenvolver, em seus investimentos, estruturas de financiamento auto-suficientes, nas quais a amortização é compatível com as receitas da Companhia e ocorre, preferencialmente, durante o período das locações. Adicionalmente, a Companhia detém participação integral ou controla a maioria dos imóveis que compõem seu portfólio e, nos projetos de incorporação, busca sempre deter participação, no mínimo, igual as dos demais sócios.

A BR Properties acredita que o setor de imóveis comerciais no Brasil apresenta grande capacidade de crescimento e consolidação, com potencial valorização dos imóveis no médio prazo. Por essa razão, vislumbra excelentes oportunidades de negócios em sua área de atuação. Aliado a estas perspectivas, a Companhia conta com a diversificação, experiência e credibilidade de seus Administradores e principais acionistas, que, apoiada na atitude eficaz e focada na aquisição de ativos, contribui decisivamente para o sucesso dos negócios. Sua experiência e competência permitem à BR Properties antecipar tendências do mercado e ajustar seu portfólio de modo a atender às diferentes demandas por imóveis comerciais.

RI: ri@brpr.com.br

Site: http://www.brpr.com.br/

Anúncios

32 comentários sobre “BRPR – BR PROPERTIES S.A.

  1. BR Properties (BRPR3): A GP Investments elevou o preço de aquisição das ações da BR Properties na oferta pública de aquisição (OPA) para R$ 11,00, o que representa um prêmio de 33% sobre o preço de fechamento no dia em que foi divulgada a intenção de realizar a OPA e de 31% sobre o valor médio ponderado dos 30 dias anteriores à divulgação da OPA. A data de realização do leilão da OPA também foi ratificado e confirmado para o dia 11 de maio de 2016. O edital da OPA foi publicado no dia 28 de março e aditado em 4 de abril. No dia 12 de abril, o conselho de administração da BR Properties deliberou que a aceitação da OPA não era recomendável, diante do preço oferecido pela GP, de R$ 10,00. Segundo o conselho, a faixa de valor determinada pelo assessor financeiro era de R$ 12,20 a R$ 14,13 por ação, com ponto médio em R$ 13,12.
    ontem, BRPR3 fechou cotada a R$ 8,97.

    Curtir

    • BR Properties (BRPR3): A Eminence Capital, de Nova York, que possui 17% das ações ordinárias da cia, informa apoio à oferta pública de aquisição de ações (OPA) feita pela GP Investments para assumir o controle da BR Properties. A Eminence assume “compromisso irrevogável”, diante do leilão da OPA até 11 de maio ao preço de R$ 11,00 por ação, de vender totalidade ou parte das ações detidas na OPA, bem como participar da Assembleia Geral Extraordinária da BR Properties dia 02 de maio, que vai deliberar sobre o mecanismo de proteção à dispersão acionária (poison pill) no âmbito da OPA, votando favoravelmente à dispensa da obrigação​.​

      Curtir

  2. Destaques do 1T15

    LL 30MM -49%x1T14
    ABL 965.224m2 -50%x1T14

     A BR Properties registrou receita líquida de R$182,3 milhões no 1T15. Vale destacar que as propriedades vendidas nos últimos 12 meses teriam gerado aproximadamente R$63,0 milhões de receita líquida neste trimestre.

     A Companhia apresentou no 1T15 EBITDA ajustado de R$156,3 milhões, com margem de 86%. Para fins de comparação, se os imóveis vendidos ainda estivessem no portfólio da Companhia, o EBITDA ajustado do trimestre teria alcançado aproximadamente R$210,0 milhões.

     O lucro líquido registrado no 1T15 foi de R$30,2 milhões, representando margem líquida de 17%.  O FFO ajustado do 1T15 foi de R$32,0 milhões, com margem de 18%. As propriedades vendidas no último ano teriam adicionado aproximadamente R$12,0 milhões de FFO à Companhia no 1T15.

     O aluguel médio por m² das mesmas propriedades cresceu 3,4% nos últimos 12 meses.  O portfólio da BR Properties fechou o trimestre com taxa de vacância financeira e física consolidadas de 9,0% e 8,0%, respectivamente; a taxa de inadimplência manteve-se estável em 0,5%.

     O portfólio da Companhia fechou o trimestre com um valor de mercado de R$10.673,1 milhões.  Ao final do 1T15 a Companhia apresentou dívida líquida de R$3.838,6 milhões. Redução de 19% em relação ao 1T14, quando a mesma totalizou R$4.750,5 milhões.

    Curtir

    • A BR Properties registrou no 1T15 decréscimo de 21,7% na Receita Líquida ante o 1T14. A fraca performance comercial refletiu os seguintes aspectos: a redução na área bruta locável, devido à venda em mai/14 de 90% negócio de galpões industriais; a menor demanda por locação, haja vista desaceleração no ritmo de crescimento econômico, que levou à menor demanda por locação de escritórios; o menor número de empreendimentos de alto padrão locados e a maior concorrência.

      A empresa encerrou 31/03/15 com 57 propriedades comerciais, equivalentes a uma ABL de 965,2mil m², 50% menor comparativamente com 31/03/14. O mix da ABL por tipo de empreendimento em 31/03/15 apresentou a seguinte composição: 61% escritórios, 38% galpões industriais e 1% lojas para varejistas, bastante diferente comparativamente com o mix em 31/03/14 que apresentou a seguinte distribuição: 14% escritórios, 63% galpões industriais e 5% lojas para varejistas.

      Desde sua fundação em 2006, a BR Properties vem registrando baixos níveis de inadimplência em seu portfólio, dada a excelente qualidade de crédito de sua base de locatários. No 1T15 a inadimplência foi de 0,5%.

      No que se refere aos custos e despesas como participação da receita líquida estes aumentaram 2,7 p.p., na comparação com o 1T14, refletindo o incremento nas despesas com o pagamento de corretagem.

      Desta forma, a BR Properties encerrou o 1T15 com geração de caixa expressa pelo EBITDA de R$ 154 milhões, 24,1% menor ante o 1T14.

      No resultado financeiro líquido registrou relevante piora, ao contabilizar despesa financeira líquida de R$ 269 milhões, 123,5% maior ante o 1T14. O pior resultado financeiro se explica pelo impacto negativo da desvalorização cambial sobre a dívida em moeda estrangeira.

      Em 31/03/15 a dívida líquida da Companhia totalizou R$ 3,838 bilhões, 19% menor na comparação com 31/12/14.

      Outro destaque no 1T15 foi o registro de outras receitas no valor de R$ 196 milhões, decorrente da venda de cotas de um fundo imobiliário no qual a empresa detinha participação.

      Desta forma, a BR Properties registrou no 1T15 lucro líquido de R$ 30 milhões, 49,3% menor quando comparado com o lucro líquido de R$ 59 milhões no 1T14. Ajustando o lucro líquido de modo a não considerar a venda da participação na cota de fundo imobiliário chegamos a prejuízo líquido ajustado de R$ 132 milhões, pior do que nossas estimativas.

      Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s