BBTG – BTG PACTUAL PARTICIPATIONS. LTD.

BBTG11

BMFBovespa: BBTG11

O Grupo BTG Pactual é um banco de investimento e gestor de ativos e fortunas, com posição dominante no Brasil, tendo estabelecido uma bem sucedida plataforma internacional de investimentos e distribuição.

O Grupo BTG Pactual está organizado nas seguintes áreas de negócios:

Investment Banking. Serviços de assessoria financeira e em mercado de capitais;

Corporate Lending. Financiamentos, créditos estruturados e empréstimos garantidos a empresas;

Sales and Trading. Produtos e serviços a um grupo diversificado de clientes nos mercados local e internacionais, incluindo serviços de formador de mercado, corretagem e compensação, bem como operações com derivativos, taxas de juros, câmbio, ações, energia e commodities para fins de hedge e de negociação;

Asset Management. Serviços de gestão de ativos a partir de um amplo portfólio de produtos nas maiores classes de ativos brasileiros e internacionais a clientes brasileiros e estrangeiros;

Wealth Management. Serviços de consultoria em investimento e de planejamento financeiro, bem como produtos de investimento a indivíduos de alta renda;

PanAmericano. Área de negócio de banco comercial e de consumo, conduzida por meio do Banco PanAmericano, um banco brasileiro independente do qual o Grupo BTG Pactual detém o co-controle desde meados de 2011. Tem foco na prestação de financiamentos para aquisição de veículos, crédito direto ao consumidor e empréstimo consignado, primordialmente a pessoas físicas das classes de baixa e média rendas no Brasil, além de empréstimos a empresas no segmento de middle market; e

Principal Investments. Atividades de investimento em posição proprietária em uma ampla gama de instrumentos financeiros, incluindo investimentos em Merchant Banking e investimentos imobiliários no Brasil e investimentos em uma variedade de instrumentos financeiros no mercado global, sendo esses investimentos gerenciados principalmente pela área de negócio de Asset Management.

RI: ri@btgpactual.com

Site:  http://www.btgpactual.com/ri

Anúncios

22 comentários sobre “BBTG – BTG PACTUAL PARTICIPATIONS. LTD.

  1. BTG: 3T15 – Destaques – Acima do esperado. Bem acima do ROE e LL. Wealth e Tesouraria.

    O Banco reportou um lucro líquido de R$ 1,51 bi no 3T15, crescimento de 96,3% na comparação anual, gerando um retorno anualizado sobre o patrimônio médio
    de 28,8%.
    Vale ressaltar que as expectativas do mercado eram de lucro líquido abaixo de R$ 1 Bi, o que deve impulsionar suas ações hoje.
    A unidade de negócios que mais contribuiu com o aumento da receita foi a gestão de riquezas (wealth management), que deu um salto de 282% ante mesma
    etapa de 2014, a R$ 388 MM, refletindo a incorporação da unidade suíça BSI. Além disso, as operações de tesouraria (sales and trading) tiveram receitas 84%
    maiores, a R$ 1,44 bilhão.

    Curtir

  2. =) BTG Pactual (BBTG11): Dificuldades em Global Markets impactam resultado.

    As receitas provenientes de Principal Investments apresentaram perdas de R$164,4 milhões, comparadas a ganhos de R$292,5 milhões no 3º trimestre de 2013. A
    alteração deveu-se basicamente a perdas em Global Markets (mercados de dívida corporativa, impactando as estratégias de crédito, renda fixa e crédito
    imobiliário) que foram parcialmente compensadas pelos resultados positivos das atividades de Real Estate, que registraram uma pequena perda no 3º trimestre de
    2013.
    As receitas de Sales and Trading aumentaram 204%, de R$258,0 milhões para R$784,4 milhões, refletindo: (i) o desempenho das mesas de commodities, que em
    sua maioria ainda não estavam operacionais em 2013, e (ii) as mesas de câmbio, reagindo bem em um cenário de maior volatilidade. O aumento das receitas foi
    parcialmente compensado por receitas menores provenientes das
    mesas de juros, que apresentaram um desempenho muito bom no 3º
    trimestre de 2013 e receitas menores das mesas de ações.
    As receitas de Interest and Other cresceram no período, em linha com a
    taxa básica de juros média do Banco Central do Brasil, que subiu de
    9,00% no 3º trimestre de 2013 para 11,00% no 3º trimestre de 2014,
    aplicada ao Patrimônio Líquido médio.
    O lucro líquido por unit e o retorno anualizado sobre o patrimônio
    líquido médio (ROAE) do BTG Pactual foram R$0,85 (R$ 770 MM ou +3%
    A/A) e 17,3%, respectivamente, no trimestre encerrado em 30 de setembro de 2014

    Mesmo com evolução relevante em suas duas principais fontes de receita (Sales & Trading e Interest), a instituição não conseguiu evoluir em termos agregados
    devido à significativa reversão de resultado na divisão de Global Markets (dívida corporativa). Neste sentido, o retorno sobre patrimônio da instituição
    convergiu para um patamar abaixo das expectativas e abaixo da média para instituições financeiras privadas. Vale ressaltar que o grupo passa por um período
    de expansão relevante, ainda não incorporado no resultado, que deve impulsionar os resultados da instituição no curto/médio prazo, com base, principalmente,
    na aquisição do banco suíço BSI. Ao preço de 1,5 P/BV e 8x lucro para 2014 (ROE:17-18%), não há recomendação de compra para o ativo.

    Curtir

  3. Resultados do 1º Trimestre de 2014
    LL R$ 832 M +36% x 1T13

    Destaques

    No 1º trimestre de 2014, atingimos um ROAE anualizado de 20,2% e um lucro líquido de R$831,7 milhões. As receitas do trimestre foram 5% abaixo das obtidas no 4º trimestre de 2013, e o lucro líquido foi 8% acima considerando o mesmo período. Durante o trimestre, mantivemos um sólido desempenho por parte de nossas franquias de clientes: (i) mantivemos a liderança de mercado em Investment Banking no Brasil e na América Latina; (ii) apresentamos sólidos retornos e mantivemos a qualidade dos ativos em Corporate Lending; (iii) apresentamos um trimestre especialmente forte em nossa unidade de Sales and Trading como resultado do bom desempenho por parte da maioria de nossas mesas de FICC; (iv) aumentamos nossos Management fees como consequência da contínua melhora do mix de nossos AuM e AuA; e (V) mantivemos um alto nível de receitas em Wealth Management. Em Principal Investments registramos resultado negativas de R$114,8 milhões, principalmente devido à nossa unidade de Real Estate, que teve seu resultado impactado negativamente por nosso investimento na BR Properties.

    Nossas despesas continuam sob controle. No 1º trimestre de 2014, nossas despesas operacionais alcançaram R$647,3 milhões, uma queda de 26% em comparação com o 4º trimestre de 2013. Quando comparadas com o 1º trimestre de 2013, nossas despesas operacionais permaneceram estáveis. Como consequência, no 1º trimestre de 2014 nosso índice de eficiência foi 37,9%, nosso índice de remuneração totalizou 22,5%, e nosso índice de cobertura atingiu 167,0%.

    Como resultado, nosso lucro líquido alcançou R$831,7 milhões no 1º trimestre de 2014, 8% acima do 4º trimestre de 2013, e 36% superior comparado com o 1º trimestre de 2013. Nossa alíquota efetiva de imposto de renda no trimestre foi 21,5%.

    Nosso patrimônio líquido aumentou 5%, de R$16,1 bilhões ao final do 4º trimestre de 2013 para R$16,9 bilhões ao final do 1º trimestre de 2014, levando em consideração o impacto negativo de R$14,6 milhões de outros resultados abrangentes no trimestre. Quando comparado com o 1º trimestre de 2013, nosso patrimônio líquido aumentou 15%, após a distribuição de dividendos e JCP de R$694,6 milhões no período.

    Os AuM e AuA do BTG Pactual encerraram o trimestre em R$188,5 bilhões, permanecendo estável em relação ao final do 4º trimestre de 2013, e o WuM fechou o período em R$68,2 bilhões, também estável na comparação com o final do 4º trimestre de 2013.

    http://www.mzweb.com.br/btgpactual/web/download_arquivos.asp?id_arquivo=210C800A-D80C-4250-A923-9E6875C29CCE

    Resultado Excelente. Crescimento nas receitas, Redução nas despesas operacionais. Crescimento no ROAE anualizado de 20,2%. Crescimento no Patrimônio Líquido em 15%. Tudo ótimo.

    Curtir

  4. Resultados 4T13 e 2013
    LL 767MM -10% x 4T12 //LL2013 2775Bi -15% x 2012

    -> Receitas combinadas ajustadas totais de R$1.798,9 milhões
    -> Lucro líquido combinado de R$767,9 milhões no trimestre findo em 31 de dezembro de 2013.
    -> No exercício de 2013, as receitas ajustadas combinadas totais alcançaram R$5.914,0 milhões e lucro líquido
    combinado totalizou R$2.775,4 milhões.
    -> O lucro líquido por unit e o retorno anualizado sobre o patrimônio líquido médio (ROAE) totalizaram R$0,85 e 19,3%, respectivamente, no trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2013, e R$3,07 e 18,4%, respectivamente, no exercício encerrado nessa data.
    -> Em 31 de dezembro de 2013, o ativo total do Grupo BTG Pactual alcançou R$179,1 bilhões, um decréscimo de 3% na comparação com 30 de setembro de 2013, e o índice de Basileia do Banco BTG Pactual atingiu 17,8%.

    Curtir

  5. Fitch Afirma Ratings do Grupo BTG Pactual; Perspectiva Revisada Para Positiva

    Rio de Janeiro, 27 de janeiro de 2014 – O Banco BTG Pactual S.A., comunica que a Fitch Ratings afirmou os ratings do Banco BTG Pactual S.A.(BTG Pactual); das entidades relacionadas BTG Investments LP (BTGI), Banco Panamericano S.A. (PAN), Brazilian Finance & Real Estate (BFRE), Brazilian Mortgages Cia Hipotecária (BM) e Brazilian Securities Cia de Securitização (BS); e da holding BTG Pactual Holding S.A. (BTGH). A Perspectiva foi revisada para Positiva, de Estável.

    Curtir

  6. Aviso aos Acionistas – Deliberação de Juros Sobre Capital Próprio

    Rio de Janeiro, 17 de dezembro de 2013 – Banco BTG Pactual S.A., comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral que seu Conselho de Administração aprovou a distribuição de proventos no montante total de R$ 246.900.000,00 (duzentos e quarenta e seis milhões e novecentos mil reais).

    Os proventos serão distribuídos na forma de juros sobre capital próprio, os quais serão pagos aos detentores de ações na proporção de suas participações no capital social da Companhia, e sofrerão a retenção de 15% referente ao Imposto de Renda na Fonte, nos termos da legislação aplicável.

    Abaixo apresentamos os valores individualizados:

    a) Valor bruto por ação ordinária ou ação preferencial referente aos juros sobre capital próprio: R$ 0,090942502.
    b) Valor bruto por UNIT BBTG11 referente aos juros sobre capital próprio: R$ 0,272827506.

    Os proventos serão pagos aos acionistas que se encontrarem inscritos nos registros da Companhia no final do dia 23 de dezembro de 2013, sendo as ações da Companhia negociadas “ex-direitos” a partir de 26 de dezembro de 2013, inclusive, sendo que o pagamento ocorrerá até o dia 30 de março de 2014, através da instituição depositária das ações – Banco Bradesco S.A. mediante crédito automático para acionistas correntistas e acionistas que já tenham informado ao Banco Bradesco o número de seu CPF ou CNPJ e a respectiva conta bancária. Os acionistas que não tenham feito essa indicação deverão se dirigir a uma Agência Bradesco munidos de CPF, RG e comprovante de residência para atualização dos dados cadastrais e recebimento dos respectivos valores a que têm direito.

    Os proventos relativos às ações/units depositadas na custódia fungível da BM&F BOVESPA serão creditados àquela entidade e as CORRETORAS DEPOSITANTES encarregar-se-ão de repassá-los aos acionistas e titulares de units.

    Informamos aos detentores de Global Depositary Receipts (GDRs) negociados no segmento MTF do Alternext organizado pela Euronext Amsterdam N.V.- Alternext, que o pagamento dos proventos ora distribuídos se dará através do The Bank of New York Mellon, instituição depositária das GDRs, a qual informará ao mercado a respectiva data de pagamento.

    Curtir

  7. Resultados 3T13

    Lucro Líquido 746M -5,9% eT13x3T12

    -> No 3T 2013, alcançamos um ROAE anualizado de 19,4% e obtivemos lucro líquido de R$745,6 milhões. As receitas estiveram 41% acima das obtidas no 2T 2013, e o lucro líquido ficou 15% maior do que no trimestre anterior. Os resultados gerais obtidos por nossas franquias de cliente foram sólidos, em um período no qual os mercados continuaram a apresentar intensa volatilidade e incerteza, especialmente nos mercados de câmbio e juros. Durante o trimestre, mantivemos o sólido desempenho de nossas franquias de clientes (i) mantendo a liderança de mercado em Investment Banking no Brasil e na América Latina, (ii) apresentando sólidos retornos e qualidade de ativos em Corporate Lending, (iii) mantendo o bom desempenho de Sales and Trading, mesmo em meio a mercados voláteis, (iv) aumentando nossa base de AuM e AuA, e (v) crescendo em WuM e mantendo altos níveis de receita em Wealth Management. Adicionalmente, seguimos com nossa expansão na América Latina, consolidando nossa posição de liderança no mercado de banco de investimentos em toda a região. Finalmente, a área de Principal Investments registrou receitas de R$292,5 milhões, principalmente em função de nossas unidades de Global Markets e Merchant Banking, que foram parcialmente compensadas pela contribuição negativa de nossa unidade de Real Estate. Nossos custos permanecem sob controle e nossas despesas estiveram em linha com os trimestres anteriores.

    -> No 3T 2013 nossas despesas operacionais alcançaram R$501,6 milhões, permanecendo estáveis se comparadas às registradas no 2T 2013 e 19% menores na comparação com o 3T 2012. Como consequência, nosso índice de eficiência foi 35%, nosso índice de remuneração totalizou 18% e nosso índice de cobertura atingiu 169%. Nos 9M 2013, esses índices foram 41%, 22% e 196%, respectivamente.
    -> O lucro líquido atingiu R$745,6 milhões, um aumento de 15% comparado ao 2T 2013 e uma queda de 6% em relação ao 3T 2012. Nossa alíquota efetiva de imposto de renda para os primeiros nove meses de 2013 foi de 18,0%.
    -> Consequentemente, nosso patrimônio líquido aumentou de R$15,0 bilhões para R$15,7 bilhões, já levando em consideração o impacto negativo de R$74,0 milhões proveniente de outros resultados abrangentes (OCI).
    -> Os AuM e AuA do BTG Pactual encerraram o trimestre em R$188,8 bilhões, um leve crescimento comparado ao 2T 2013, e o WuM encerrou o período a R$65,5 bilhões, representando um aumento de 1% em relação ao 2T 2013.
    -> “Os mercados continuaram desafiadores em um ambiente de incerteza. Nesse contexto, entregamos resultados sólidos especialmente em nossas franquias de cliente. Também estamos satisfeitos com o desempenho de nossa unidade de Principal Investments, apesar de permanecido com alocação e risco de mercado relativamente baixo. Em linha com nossa estratégia, estamos satisfeitos com o desenvolvimento de importantes iniciativas, tais como (i) nossas unidades de commodities e seguros, que agora estão licenciadas, operacionais e começando a construir participação de mercado, (ii) nossa expansão na América Latina, com destaque para a futura abertura, de nossa corretora no México, e (iii) a contínua expansão de nossa área de Asset Management, com vários novos temas/mesa de investimento”, disse André Esteves, CEO do Grupo.

    Curtir

  8. Resumo do Desempenho | 1T 2013
    No primeiro trimestre, as receitas totais e o lucro líquido alcançaram R$ 1,7 bilhão e R$ 612 milhões,
    respectivamente
    • ROAE de 16,9%
    • Lucro Líquido de R$ 0,68 por unit
    • Alíquota de imposto de renda efetiva de 40.7%, acima da média de 2012
    2 Custos continuam sob controle
    • Índice de eficiência a 39%
    • Índice de cobertura a 198%
    3 O ativo total alcançou R$173,0 bilhões, 14,7% maior que o trimestre anterior, e o índice de Basileia chegou a 16,9%
    • O VaR no trimestre diminuiu para R$ 84,9 milhões ou 0,59% do patrimônio líquido médio

    Curtir

  9. Destaques 4T12 e 2012

    Rio de Janeiro, 19 de fevereiro de 2013 – O Banco BTG Pactual S.A. (“Banco BTG Pactual”) e a BTG Pactual Participations Ltd. (“BTGP”, e,juntamente com o Banco BTG Pactual e suas respectivas subsidiárias, o “Grupo BTG Pactual”) (BM&FBOVESPA: BBTG11 e Alternext: BTGP) anunciaram hoje receitas combinadas ajustadas totais de R$1.891,4 milhões e lucro líquido combinado de R$854,4 milhões no trimestre findo em 31 de dezembro de 2012. Para o exercício de 2012, as receitas combinadas ajustadas totais alcançaram R$6.816,6 milhões e o lucro líquido combinado totalizou R$3.255,6 milhões.
    O lucro líquido por unit e o retorno anualizado sobre o patrimônio líquido médio (ROAE) totalizaram R$0,94 e 25,1%, respectivamente, no trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2012, e R$3,60 e 28,7%, respectivamente, no exercício.
    Em 31 de dezembro de 2012, o ativo total do Grupo BTG Pactual alcançou R$150,8 bilhões, um decréscimo de 6,5% na comparação com 30 de setembro de 2012, e o índice de Basileia do Banco BTG Pactual atingiu 17,3%.

    Curtir

  10. Destaques 3T12

    Rio de Janeiro, 6 de novembro de 2012 – O Banco BTG Pactual S.A. (“Banco BTG Pactual”) e a BTG Pactual Participations Ltd. (“BTGP”, e, juntamente com o Banco BTG Pactual e suas respectivas subsidiárias, o “Grupo BTG Pactual”) (BM&FBOVESPA: BBTG11 e Alternext: BTGP) anunciaram hoje receitas combinadas ajustadas totais de R$1.685,2 milhões e lucro líquido combinado de R$792,9 milhões no trimestre findo em 30 de setembro de 2012.
    O lucro líquido por unit e o retorno anualizado sobre o patrimônio líquido médio (ROAE) totalizaram R$0,90 e 24,9%, respectivamente, notrimestre encerrado em 30 de setembro de 2012, e R$2,72 e 29,6%, respectivamente, nos nove meses findos em 30 de setembro 2012.
    Em 30 de setembro de 2012, o ativo total do Grupo BTG Pactual alcançou R$161,3 bilhões, um aumento de 17,8% em comparação com 30 de junho de 2012, e o índice de Basileia do Banco BTG Pactual atingiu 17,2%.

    Curtir

  11. Comunicado ao Mercado – Emissão de Notas no Mercado de Capitais Internacional

    Rio de Janeiro, 25 de setembro de 2012 – O BANCO BTG PACTUAL S.A. (“Banco”) comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral a emissão de notas subordinadas e notas seniores no mercado de capitais internacional. O Banco pretende destinar os recursos captados com as emissões para seus propósitos corporativos gerais. A emissão das notas subordinadas e notas seniores permanecem sujeitas às respectivas condições de emissão e liquidação financeira das mesmas.
    1. Notas Subordinadas
    Emissão de notas subordinadas, no montante de US$800.000.000,00 à taxa fixa de 5,75%, precificados a 98.140%, e vencimento em setembro de 2022 (“Notas Subordinadas”). Os juros das Notas Subordinadas serão devidos semestralmente, em março e setembro.
    As Notas Subordinadas foram oferecidas apenas a investidores institucionais qualificados (qualified institutional buyers) conforme definido pela Regra 144A da Securities Act, e a investidores não-americanos (non-US person) fora do território dos Estados Unidos da América, de acordo com a Regulamentação S da Securities Act.
    2. Notas Seniores
    Emissão de notas seniores, no montante aproximado de US$200.000.000,00 equivalentes em pesos colombianos, à taxa fixa de 7.00% (“Notas Seniores”). Os juros das Notas Seniores serão devidos semestralmente, em março e setembro.
    As Notas Seniores foram oferecidas apenas a investidores não-americanos (non-US person) fora do território dos Estados Unidos da América, de acordo com a Regulamentação S da Securities Act.
    As emissões não estão sujeitas às regras de registro junto à “Securities Exchange Commission” norte-americana (“SEC”), de acordo com a lei federal norte-americana “Securities Act de 1933” conforme alterada (“Securities Act”), bem como não está sujeita ao registro, no Brasil, junto à Comissão de Valores Mobiliários (“CVM”), conforme legislação e regulamentação aplicáveis.
    Este comunicado ao mercado não deve ser considerado uma oferta de venda ou solicitação de compra das Notas Subordinadas ou Notas Seniores, bem como não devem ser realizadas vendas de Notas Subordinadas ou Notas Seniores em qualquer jurisdição onde tal oferta, solicitação ou venda seja proibida.

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s