ITSA – ITAUSA INVESTIMENTOS ITAU S.A.

 

 

ITSA4

 

BMFBovespa: ITSA3 ; ITSA4

A Itaúsa – Investimentos Itaú S.A. é uma holding pura que controla empresas atuantes em diversas áreas como os setores financeiro, indústrias de painéis de madeira, louças e metais sanitários, química e eletrônica. Aqui você encontra as principais empresas do grupo, com links para os respectivos sites.

A Itaúsa foi constituída para centralizar as decisões financeiras e estratégicas de um conjunto de empresas, propiciando-lhes melhores condições de expansão. Operando nas áreas financeira e industrial, a Itaúsa mantém ainda relevantes instituições de caráter social.

As principais empresas controladas pela Itaúsa se destacam nos diversos setores de negócios a que se dedicam: Itaú Unibanco Holding S.A. e suas controladas Banco Itaú e Banco Itaú BBA, no segmento financeiro, e Duratex, Itautec e Elekeiroz, líderes de seus respectivos ramos industriais.

its_01

Como holding pura de capital aberto, a Itaúsa concentra todas as decisões financeiras e estratégicas, de forma que as empresas do Conglomerado tenham as melhores condições para se aplicar em suas atividades e expandir seus negócios. Assim, as controladas conseguem alcançar altos níveis de produtividade, capacitando seus colaboradores e desenvolvendo tecnologia para aprimorar permanentemente os produtos e serviços que oferece ao mercado.

Esse modelo também garante que os princípios que regem a holding sejam integralmente praticados nas empresas do Conglomerado. Valorização do capital humano, ética nos negócios e geração de valor para os acionistas são os valores incontestáveis que norteiam o trabalho dos colaboradores da Itaúsa e suas controladas.

A forma Itaúsa de desenvolver e gerir cada um dos seus negócios se reflete mais uma vez nos resultados obtidos pelo Conglomerado no primeiro semestre de 2012. Durante este período o  total do patrimônio líquido alcançou R$ 33,6 bilhões e os ativos R$ 317,6 bilhões. O lucro líquido de janeiro a junho de 2012  foi de R$ 2,6 bilhões, com rentabilidade de 15,6% sobre o patrimônio líquido médio (valores em IFRS).

RI: https://ww13.itau.com.br/itausa/Content/FaleConosco/FaleConosco.aspx?idioma=pt-BR

Site: http://ww13.itau.com.br/itausa/default.aspx?idioma=pt-BR

 

Anúncios

44 comentários sobre “ITSA – ITAUSA INVESTIMENTOS ITAU S.A.

  1. Itausa apresenta queda no lucro do 12M16

    O lucro líquido foi de R$ 8,211 bilhões em 2016, contra R$ 8,868 bilhões em 2015. O ROE, por sua vez, atingiu 17,7%, contra 21,2% em 2015. A equivalência patrimonial da holding Itaúsa somou R$ 8,678 bilhões, contra R$ 8,438 milhões em 2015. A área de serviços financeiros contribuiu com R$ 8,754 bilhões, enquanto que a área industrial praticamente não mostrou resultado (foi de apenas R$ 4 milhões). Todo o resultado da Holding Itaúsa foi proveniente do business financeiro, diante da recessão econômica que trouxe maior impacto para seus investimentos na Indústria.

    Curtir

  2. Fato Relevante – Impactos na Itaúsa no 4T2016 decorrentes de impairment e outros ajustes contábeis na controlada Elekeiroz

    Prezado(a) Sr(a) Tetzner,

    FATO RELEVANTE

    Itaúsa – Investimentos Itaú S.A. (“Itaúsa”), em atendimento ao disposto no § 4º do Artigo 157 da Lei nº 6.404/76 e na Instrução CVM nº 358/02, comunica ao mercado que o Conselho de Administração da sua controlada Elekeiroz S.A. (“Elekeiroz”) deliberou, em reunião ocorrida nesta data, acatar a recomendação feita pela Diretoria da Elekeiroz no sentido de que na elaboração das demonstrações financeiras do exercício de 2016 seja feito o reconhecimento de redução no valor contábil de determinados ativos (impairment), bem como a realização de outros ajustes contábeis, ambos relativos ao exercício em curso, os quais, uma vez implementados, impactarão negativamente o Resultado e o Patrimônio Líquido das Demonstrações Contábeis individuais da Itaúsa do último trimestre de 2016 em aproximadamente R$ 260 milhões.

    Detalhes sobre a referida deliberação constam do Fato Relevante da Elekeiroz divulgado nesta data. Os efeitos dos ajustes contábeis nele referidos estarão refletidos nas Demonstrações Financeiras da Elekeiroz a serem divulgadas ao mercado em fevereiro de 2017, acompanhadas dos pareceres do Comitê de Auditoria e de Gerenciamento de Riscos da Elekeiroz e dos Auditores Independentes.

    São Paulo (SP), 27 de dezembro de 2016.

    ALFREDO EGYDIO SETUBAL
    Diretor de Relações com Investidores

    Curtir

      • particularmente tb prefiro itub a itsa

        esse desconto pra mim é sobrepreço de carregamento desse monte de empresa satelite do banco

        Holding do Itaú fará baixa contábil de R$ 260 milhões no resultado de 2016
        Impacto será sentido por conta de um reconhecimento de perda de valor em ativos de sua controlada Elekeiroz
        SÃO PAULO – A Itaúsa (ITSA4), holding do Itaú Unibanco, informou na noite desta terça-feira (27) que sofrerá um impacto negativo de aproximadamente R$ 260 milhões em seu balanço referente ao ano de 2016 por conta da sua controlada Elekeiroz.
        Em comunicado, a Itaúsa informou que o conselho de administração da Elekeiroz aprovou a sugestão da diretoria da empresa que na elaboração das demonstrações financeiras do exercício de 2016 seja feito um impairment (reconhecimento de redução no valor contábil de determinados ativos), além da realização de outros ajustes contábeis, ambos relativos ao atual exercício.
        Com isso, a Itaúsa explica que estas medidas, uma vez implementadas, impactarão negativamente o resultado e o patrimônio líquido das demonstrações contábeis da Itaúsa do último trimestre em aproximadamente R$ 260 milhões.

        Curtir

  3. Itausa divulga resultados do 3T16

    O lucro líquido recorrente, de janeiro a setembro de 2016, foi de R$ 6,3 bilhões, com leve queda de 2,9%, em relação ao 3T15. O ROE recorrente atingiu 18,2%, mantendo-se estável. A equivalência patrimonial recorrente da holding Itaúsa perfez R$ 6,4 bilhões, contra R$ 6,6 bilhões. A área de serviços financeiros contribuiu com R$ 6,5 bilhões (praticamente estável), enquanto a área industrial, representada pelas participações nas empresas Duratex, Elekeiroz e Itautec, registrou recuo, remetendo a queda da equivalência patrimonial.

    Curtir

  4. Itaúsa tem lucro líquido de R$2,23 bi no 2º trimestre
    Reuters

    SÃO PAULO (Reuters) – A holding Itaúsa encerrou o segundo trimestre com lucro líquido consolidado de 2,23 bilhões de reais, avanço de 18 por cento sobre o mesmo período do ano anterior, divulgou a empresa nesta terça-feira.

    O resultado de equivalência patrimonial recorrente somou 2,226 bilhões de reais, avanço de 1,8 por cento na mesma base comparativa.

    (Por Priscila Jordão)

    Curtir

  5. colegas, bom dia!

    Eu tenho ITSA4 com PM de 7,23.

    Qual margem de segurança para para trocar ITSA4 por ITSA3? Ou seja, qual a diferença de valor entre ambas para que a troca seja favorável?

    att.

    Curtir

  6. DIVIDENDOS – ITSA
    Remuneração paga aos Acionistas:
    Competência Exercício de 2016 Ato Declaratório RCA (1) Data da Declaração Data do Pagamento Pagamento (R$/mil ações)
    Nominal Líquido (2)
    Dividendos – 1º trimestre 10.11.2008 31.05.2016 01.07.2016 15,00 15,00

    (1) Reunião do Conselho de Administração;

    (2) Com retenção de 15% do imposto de renda na fonte, exceto para os acionistas que já sejam comprovadamente imunes ou isentos.

    Curtir

  7. Ações em Foco Itaúsa | Ano 7 | Nº 25 | 1º trimestre 2016 | 30.05.2016
    Prezado(a) Sr Tetzner, Resultado do primeiro trimestre
    A Itaúsa registrou Lucro Líquido Recorrente de R$ 1.967 milhões no primeiro trimestre de 2016 (1T16), queda de 1,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. O retorno recorrente anualizado sobre o patrimônio líquido atingiu 17,5% nos primeiros três meses de 2016. Em um período marcado por acentuada retração econômica, a área industrial foi mais impactada e o resultado de equivalência patrimonial recorrente das empresas industriais passou de R$ 6 milhões positivos nos primeiros três meses de 2015 (1T15) para R$ 34 milhões negativos no primeiro trimestre de 2016. Por outro lado, o resultado de equivalência patrimonial recorrente da área financeira apresentou evolução positiva de 2%, passando de R$ 2.090 milhões no 1T15 para R$ 2.131 no 1T16.

    BONIFICAÇÃO E CANCELAMENTO DE AÇÕES EM TESOURARIA
    A Assembleia Geral Ordinária realizada em 29 de abril deliberou o cancelamento de 4.155.240 ações escriturais de emissão própria existentes na tesouraria, sendo 2.155.240 ordinárias e 2.000.000 preferenciais. A mesma assembleia aprovou bonificação de 10% em ações, mediante capitalização de reservas de lucros, no valor de R$ 4.080 milhões. Foi atribuída uma nova ação para cada dez ações da mesma espécie possuída no final do dia 29.04.2016.O custo atribuído foi de R$ 6,04028937 por ação bonificada, impactando o preço médio da carteira dos acionistas. As novas ações foram creditadas no dia 05.05.2016.

    RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE
    A Itaúsa publicou em abril seu Relatório Anual 2015, que traz as iniciativas e realizações de quatro principais controladas que integram a holding (Itaú Unibanco Holding, Duratex, Elekeiroz e Itautec) no período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2015. O documento foi elaborado com base nas diretrizes G4 da Global Reporting Initiative (GRI), na opção abrangente, grau máximo das orientações da GRI, com abordagem e forma de gestão dos aspectos mais relevantes e de maior impacto na perspectiva da Companhia e de seus principais públicos de relacionamento. O documento foi verificado pela auditoria independente PwC, que emitiu um relatório de asseguração.

    Valorização das ações Itaúsa
    Evolução de R$ 100 investidos entre 31 de março de 2006 e 31 de março de 2016, comparando com o desempenho do Ibovespa, do Certificado de Depósito Interbancário (CDI) e do dólar, nas opções com e sem reinvestimento de dividendos.
    Valorização Média Anual em Reais

    Logo - Itaú
    No primeiro trimestre de 2016, o lucro líquido recorrente do Itaú Unibanco foi de R$ 5,7 bilhões, aumento de 0,1% em relação ao mesmo período de 2015, com rentabilidade anualizada sobre o patrimônio líquido médio de 20,6%. Apurado em um período econômico desafiador, o resultado reflete continuidade de uma estratégia focada em linhas de crédito de menor risco, receitas de serviços e seguros, ao mesmo tempo em que a instituição manteve sua disciplina no controle dos custos. O total de ativos consolidados atingiu R$ 1,2 trilhão ao final de março de 2016, aumento de 2,9% em relação ao mesmo período do ano anterior. O saldo da carteira de crédito, incluindo avais e fianças, atingiu R$ 517,9 bilhões, com redução de 4,8% em relação a 31 de março de 2015, devido principalmente à retração das carteiras de grandes empresas, micro pequenas e médias empresas e, veículos. Os Recursos Próprios Livres, Captados e Administrados totalizaram R$ 1,9 trilhão em 31 de março de 2016, aumento de 5,5% em relação ao mesmo período do ano anterior.Em abril, foi concretizada a união do Banco Itaú Chile com o CorpBanca, que passa a operar sob a marca “Itaú” e será controlado pelo Itaú Unibanco por meio de uma participação acionária de 33,58% em seu capital social. Com isso, em termos de empréstimos, passou da sétima para a quarta posição no ranking de maiores bancos privados do Chile e ingressou na Colômbia como quinto maior banco local. O Itaú CorpBanca passou a ser consolidado nas demonstrações financeiras do Itaú Unibanco a partir de abril, acrescentando aproximadamente R$ 117 bilhões (dezembro de 2015) de ativos no balanço. Em março, após autorização dos reguladores, foi concluída a operação de aquisição de 89,08% de participação no capital social da Recovery do Brasil Consultoria S.A., sendo 81,94% do Banco BTG Pactual S.A. (BTG) e 7,14% de outros acionistas, e de aproximadamente 70% de um portfólio de R$ 38 bilhões em direitos creditórios de titularidade do BTG.

    Principais indicadores do período – IFRS
    (R$ milhões)
    1T16 1T15 Var. (%)
    Ativos totais 1.203.294 1.169.439 2,9
    Receitas operacionais 50.985 45.710 11,5
    Lucro líquido recorrente 5.730 5.724 0,1
    Logo - Duratex
    A receita líquida totalizou R$ 901,4 milhões no trimestre, queda de 5,6% comparativamente ao trimestre anterior e de 10,0% sobre o mesmo período de 2015. O EBITDA ajustado e recorrente da Duratex totalizou R$ 106,3 milhões no trimestre, com uma margem de 11,8%, resultado de um volume mais fraco juntamente com piora domix de produtos, com maior concentração de venda dos produtos com margem inferior. Além disso, houve uma pressão nos preços, impactando o resultado final.O resultado líquido foi um prejuízo de R$ 29,6 milhões, consequência de um menor resultado operacional e do aumento das despesas financeiras, decorrente do aumento das taxas de juros e do endividamento líquido da empresa. Parte desse endividamento é relacionado à captação de recursos para a Oferta Pública para Aquisição de Ações (OPA) da Tablemac, ocorrida em março, no processo de fechamento do seu capital, em que a Duratex passa a deter 94% das ações.

    Comparados ao primeiro trimestre de 2015, os volume de vendas registraram retração de 15,5% na Divisão Madeira e de 7,4% na Divisão Deca. A Duratex continua com seu programa de expansão das exportações na Divisão Madeira, sendo que no primeiro trimestre de 2016 houve acréscimo de 80% no volume comparado ao mesmo período do ano anterior.

    Principais indicadores do período – IFRS
    (R$ milhões)
    1T16 1T15 Var. (%)
    Ativos totais 8.766 8.948 -2,0
    Receitas operacionais 901 1.001 -10,0
    Lucro (Prejuízo) líquido recorrente (30) 68
    Logo - Elekeiroz
    O volume de vendas apresentou alta de 6% no primeiro trimestre de 2016 em relação ao mesmo período de 2015, principalmente pelo aumento de 15% na expedição dos produtos inorgânicos. O volume vendido de produtos orgânicos, responsáveis por 46% da expedição, apresentou queda de 4%. A receita totalizou R$ 205,7 milhões, menos 2% em relação ao primeiro trimestre de 2015. No mercado interno, responsável por 90% das vendas, a queda foi de 1%; as exportações recuaram 4%. O lucro bruto foi de R$ 9,1 milhões, queda de 15% em relação ao do primeiro trimestre de 2015.O EBITDA no primeiro trimestre foi de R$ 7,0 milhões negativos, ante R$ 4,3 milhões positivos em 2015, e o resultado foi um prejuízo líquido de R$ 16,1 milhões (prejuízo líquido de R$ 3,8 milhões em 2015). Os resultados refletem eventos não recorrentes, como provisões referentes à desativação temporária das linhas de Ftálico e Plastificantes de Camaçari (impacto negativo de R$ 8,2 milhões).

    Em fevereiro de 2016, foi assinado contrato para a aquisição de 50% do capital da Nexoleum Bioderivados, por meio da criação de uma joint venture, que produzirá, comercializará e distribuirá plastificantes “verdes” obtidos por meio da modificação química de óleos vegetais. O investimento na aquisição e na posterior ampliação da capacidade produtiva será de aproximadamente R$ 15 milhões. A conclusão do negócio ocorrerá no segundo trimestre de 2016 e a nova unidade produtiva deverá iniciar a produção no início de 2017.

    Principais indicadores do período – IFRS
    (R$ milhões)
    1T16 1T15 Var. (%)
    Ativos totais 710 705 0,7
    Receitas operacionais 206 209 -1,4
    Lucro (Prejuízo) líquido (16) (4)
    Logo - Itautec
    A receita líquida consolidada de vendas e serviços do foi de R$ 2,6 milhões no primeiro trimestre de 2016. O resultado bruto acumulado do período foi negativo em R$ 0,3 milhão. No acumulado de janeiro a março de 2016, o EBITDA foi negativo em R$ 16,9 milhões. O resultado líquido foi um prejuízo de R$ 12,1 milhões.

    Principais indicadores do período – IFRS
    (R$ milhões)
    1T16 1T15 Var. (%)
    Ativos totais 162,4 262,0 – 38
    Receitas operacionais 2,6 10,0 – 74,0
    Lucro (Prejuízo) líquido (12,1) (11,4)

    Curtido por 1 pessoa

    • Tetzner, interessante este gráfico da ITAUSA. Para quem está em fase de acumulação, sendo a empresa boa, a tendência parece seguir, no mínimo, o CDI; para quem está na fase de fruição, o principal parece seguir o dólar.

      Ainda para quem está na fase de fruição, uma margem de 50% nos dividendos parece ser algo interessante, ou seja, vive com metade e reinveste a outra metade.

      No CDI, tenho dúvidas se seria possível esse movimento, em razão da inflação sobre o principal. Ou seja, aparentemente rende mais, porém o efeito real da inflação faz diminuir o poder de compra.

      O que você acha?

      Curtir

  8. 29/04/2016 16:45 ITAUSA (ITSA-N1)- Bonificacao de 10% em acoes

    ITAUSA (ITSA-N1)

    Aumento do capital social mediante capitalizacao de reservas com bonificacao de
    10% em acoes

    Enviou o seguinte Aviso aos Acionistas:

    “Comunicamos aos Senhores Acionistas que, em Assembleia Geral Ordinaria e
    Extraordinaria realizada nesta data, foi aprovado o aumento do capital social da
    Companhia mediante:

    1) Capitalizacao de Reservas: o capital social subscrito e integralizado foi
    elevado de R$ 32.325.000.000,00 para R$ 36.405.000.000,00, mediante
    capitalizacao de recursos no montante de R$ 4.080.000.000,00, consignados em
    reservas de lucros em 31.12.2015.

    2) Bonificacao em Acoes (10%): em razao da capitalizacao de reservas, serao
    emitidas 675.464.328 novas acoes escriturais, sem valor nominal, sendo
    259.539.186 ordinarias e 415.925.142 preferenciais, que serao atribuidas aos
    Acionistas, a titulo de bonificacao, na proporcao de 1 (uma) acao nova para cada
    10 (dez) acoes da mesma especie que possuirem na data-base, observando-se:

    a) Data-base: terao direito a bonificacao os Acionistas titulares de acoes na
    posicao acionaria final do dia 29.04.2016;

    b) Negociacao: as atuais acoes continuaram sendo negociadas com direito a
    bonificacao ate 29.04.2016; a partir de 02.05.2016, as acoes passarao a ser
    negociadas “ex” direito a bonificacao; as acoes recebidas em bonificacao serao
    incluidas na posicao dos Acionistas em 05.05.2016;

    c) Direito das Acoes Bonificadas: as acoes recebidas em bonificacao farao jus a
    percepcao integral de dividendos e/ou juros sobre o capital proprio que vierem a
    ser declarados a partir de 29.04.2016. Considerando que os dividendos
    trimestrais serao mantidos em R$ 0,015 por acao, os valores pagos
    trimestralmente aos Acionistas serao incrementados em 10% apos a inclusao das
    novas acoes nas posicoes dos Acionistas;

    d) Fracoes de Acoes: a bonificacao sera efetuada sempre em numeros inteiros;
    para os Acionistas que desejarem transferir fracoes de acoes oriundas da
    bonificacao, fica estabelecido o periodo de 06.05.2016 a 06.06.2016, em
    conformidade com o disposto no paragrafo 3o do Artigo 169 da Lei n. 6.404/76;
    transcorrido esse periodo, eventuais sobras decorrentes dessas fracoes serao
    separadas, agrupadas em numeros inteiros e vendidas na BM&FBOVESPA S.A. – Bolsa
    de Valores, Mercadorias e Futuros e o produto da venda sera disponibilizado aos
    Acionistas titulares dessas fracoes, em data a ser informada oportunamente; e

    e) Custo de Aquisicao das Acoes Bonificadas: o custo atribuido as acoes
    bonificadas e de R$ 6,04028937 por acao, independentemente da especie, para os
    fins do disposto no paragrafo 1o do Artigo 58 da Instrucao Normativa da Receita
    Federal do Brasil n. 1.585, de 31.08.2015.

    3) Composicao do Capital Social: em decorrencia, o capital social subscrito e
    integralizado passou a ser de R$ 36.405.000.000,00, representado por
    7.430.107.624 acoes escriturais, sem valor nominal, sendo 2.854.931.054
    ordinarias e 4.575.176.570 preferenciais. Sao Paulo (SP), 29 de abril de 2016.”

    Norma: a partir de 02/05/2016, acoes escriturais ex-bonificacao

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s