BVMF – BMFBOVESPA S.A. BOLSA VALORES MERC FUT

BVMF3

BMFBovespa: BVMF3

A BM&FBOVESPA S.A. – Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros foi criada em 2008 com a integração entre Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) e Bolsa de Valores de São Paulo (BOVESPA).

Juntas, as companhias formam uma das maiores bolsas do mundo em valor de mercado, a segunda das Américas e a líder no continente latino-americano.

No cenário global, em que acompanhar a velocidade das transformações torna-se um diferencial competitivo, a BM&FBOVESPA apresenta atraentes opções de investimento com custos de operação alinhados ao mercado.

A nova Bolsa oferece para negociação ações, títulos e contratos referenciados em ativos financeiros, índices, taxas, mercadorias e moedas nas modalidades a vista e de liquidação futura.

RI: ri@bmfbovespa.com.br

Site:  http://ri.bmfbovespa.com.br

Anúncios

53 comentários sobre “BVMF – BMFBOVESPA S.A. BOLSA VALORES MERC FUT

  1. BM&FBovespa divulga resultados do 3T16

    Apresentou lucro líquido de R$ 293 milhões no 3T16 vs lucro líquido de R$ 2.013 milhões no 3T15. Este último foi afetado por receitas extraordinárias de valor elevado, devido ao lucro pela venda de participação no CME Group. O resultado financeiro líquido positivo cresceu 157,5% tendo em vista o nível maior de capitalização da companhia. O lucro da atividade teve decréscimo de 70,3%, devido à apropriação de despesas extraordinárias, referentes à provisões para contingências.

    Curtir

  2. BM&FBovespa (BVMF3): A cia informou que atingiu participação acionária de 9,99% da Bolsa de Valores de Colombia (BVC), por meio de operações realizadas em bolsa de valores, com um investimento de 39,8 bilhões de Pesos Colombianos, o equivalente a cerca de R$ 44 milhões. A BM&FBovespa diz em comunicado que a BVC administra plataformas para negociação nos mercados de renda variável, derivativos listados e de renda fixa pública e privada. A bolsa de valores brasileira disse ainda que vai continuar a avaliar oportunidades de investimentos em empresas na região, que tenham atividades adjacentes ao seu negócio. No início de abril, a Bolsa anunciou a aquisição de 4,1% da bolsa do México. No Chile, a Bolsa possui uma participação de 8% do capital, mas tem ainda a meta de chegar em 10%. A intenção da companhia é ter fatia minoritária em cinco bolsas da América Latina até o limite permitido pela regulação local, que varia entre 5% e 15%.

    Curtido por 1 pessoa

    • BM&FBovespa (BVMF3): A cia informa que adquiriu, na sexta-feira, participação equivalente a aproximadamente 2% do capital da Bolsa de Comercio de Santiago (BCS), do Chile, com um investimento total de 1,7 bilhão de Pesos Chilenos, aproximadamente R$ 8,4 milhões. A Bolsa brasileira já possuía uma fatia de 8,3% da BCS, e com a nova aquisição, passa a deter aproximadamente 10,4% das ações, com um investimento total de R$ 52 milhões.

      Curtir

  3. BM&FBovespa (BVMF3): A cia informou que a Delegacia da Receita Federal de Julgamento em São Paulo decidiu manter auto de infração que questiona a amortização do ágio gerado com a incorporação de ações da Bovespa Holding, após a operadora da bolsa paulista ter pedido impugnação do auto. A BM&FBovespa disse que apresentará recurso ao CARF e reiterou que considera que o ágio foi constituído regularmente. “A BM&FBovespa esclarece que continuará a amortizar, para fins fiscais, o ágio, na forma da legislação vigente”, acrescentou em comunicado.

    Curtir

  4. BMF&Bovespa divulga resultado do 3T15

    A BM&FBovespa apresentou lucro líquido ajustado de R$ 457,0 milhões no 3T15, ante R$ 357,4 milhões no 3T14 (+27,9%). No 9M15, o lucro acumulado foi de R$ 1,3 bilhão, contra R$ 1,1 bilhão no 9M14 (+16,3%).

    A receita líquida foi de R$ 598,3 milhões no trimestre encerrado em setembro, superando os R$ 544,5 milhões do 3T14. No acumulado de 2015, a receita foi de R$ 1,7 bilhão, ante R$ 1,5 bilhão no mesmo período de 2014 (+11,8%).

    O resultado operacional foi de R$ 380,5 milhões no 3T15, 7,9% superior ao 3T14. No período de janeiro a setembro de 2015, o resultado operacional foi de R$ 1,0 bilhão, contra R$ 943,3 milhões no 9M14.

    Curtir

  5. BMFBovespa resultado 1T15

    A BM&FBovespa registrou lucro líquido contábil de R$ 27 9,5 milhões no 1T15, o que representa um aumento de 9,1% em relação ao mesmo período de 2014. A receita líquida da bolsa aumentou 6,5% no primeiro trimestre, na comparação anual, para R$ 520,4 milhões.

    As despesas aumentaram 19,9% na comparação com o 1T14, para R$ 221,4 milhões. O aumento das despesas foi fruto de despesas não recorrentes de R$ 25 milhões, referentes à transição do plano de incentivo de longo prazo da companhia, de outorga de opções sobre ações para concessão de ações.

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s