OIBR – OI S.A.

OIBR4.bmp

BMFBovespa:  OIBR3;OIBR4

A Oi é a principal provedora de serviços de telecomunicações do Brasil e, após a aquisição da Brasil Telecom no início de 2009, tornou-se a maior operadora de telecomunicações do país em faturamento e a maior empresa de telefonia fixa da América do Sul com base no número total de linhas em serviço.

A Oi atua nas três regiões brasileiras do Plano Geral de Outorgas que, de acordo com dados do IBGE, têm as seguintes características:

A Região I, composta por 16 estados na região nordeste e sudeste do Brasil, que possuía uma população combinada de, aproximadamente, 105,4 milhões em 2009, representando 55,0% do total da população brasileira naquela data e, aproximadamente, 39,1% do PIB brasileiro de 2009.

A Região II, composta pelo Distrito Federal e mais nove estados da região oeste, central e sul do Brasil, possuía uma população combinada de, aproximadamente, 45,3 milhões em 2009, representando 23,6% da população brasileira e, aproximadamente 27,4% do PIB brasileiro de 2009.

A Região III, que abrange o Estado de São Paulo, possuía uma população combinada de, aproximadamente, 41,1 milhões em 2009, representando 21,4% da população brasileira e, aproximadamente 33,5% do PIB brasileiro de 2009.

A Oi oferece um leque de produtos de comunicações integrados e convergentes que incluem serviços tradicionais de telefonia fixa, móvel, transmissão de dados (inclusive banda larga), ISP e outros serviços a residências, usuários corporativos de pequeno, médio e grande porte, agências governamentais e outras empresas de telecomunicações.

RI:  http://www.mzweb.com.br/oi2012/web/conteudo_pt.asp?idioma=0&conta=28&tipo=43724

Site:  http://ri.oi.com.br

153 comentários sobre “OIBR – OI S.A.

  1. Oi (OIBR4): A CVM pediu que a Oi detalhe os passos que levaram a companhia a declinar a proposta de negociação de seus credores, que poderia ter evitado sua recuperação judicial. O órgão regulador também inquiriu a empresa sobre a renúncia de Bayard Gontijo, ex-presidente da Oi, no início de junho. O que está no radar da CVM é se houve atuação de membros do conselho de administração em sentido contrário aos interesses da companhia. Nos ofícios enviados à Oi, a autarquia cita notícias mencionando que a resistência a aceitar o acerto foi liderada pelos membros eleitos pela Pharol, a antiga Portugal Telecom, por meio da subsidiária Bratel. A tele portuguesa é a principal acionista da Oi, com 22,24% de seu capital votante. A proposta da Oi para os bondholders (detentores de bônus) previa um desconto de cerca de 70% do principal de suas dívidas. Na contraproposta feita à Oi, esses credores exigiram ficar com 95% das ações na troca de uma parte da dívida por participação na Oi.

    Curtir

  2. Oi (OIBR4): A CVM abriu dois inquéritos envolvendo a operadora de telefonia Oi, em recuperação judicial desde junho, com dívidas de R$ 65,4 bilhões. O órgão regulador do mercado de capitais já vinha analisando se houve irregularidades na reestruturação societária anunciada em 2013 e na oferta pública de ações realizada no ano seguinte. Agora as investigações serão aprofundadas em busca de provas mais consistentes para embasar uma eventual acusação. O inquérito relativo à reestruturação da operadora vai apurar se houve violação dos deveres fiduciários dos administradores da companhia. No caso da oferta de ações, a investigação passa por pontos como irregularidades na avaliação de ativos usados pela Portugal Telecom (PT) como moeda de troca no aumento de capital de 2014.

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s