USIM – USINAS SID DE MINAS GERAIS S.A.-USIMINAS

USIM5.bmp

BM&FBOVESPA: USIM3, USIM5 e USIM6; OTC: USDMY e USNZY; Latibex: XUSIO e XUSI

Das partes ao todo, a Usiminas atua de forma integrada. Extrai o minério e o transforma em aço da mais alta qualidade, beneficia o produto de acordo com a necessidade do cliente, oferece transporte – rodoviário, ferroviário ou marítimo – e, se necessário, entrega bens acabados como equipamentos e estruturas metálicas de grande porte.

A integração da cadeia produtiva tem um objetivo estratégico: agregar cada vez mais valor ao aço e oferecer soluções para atender, cada vez mais, às mais exigentes demandas do mercado.

RI: cristina.drumond@usiminas.com, leonardo.rosa@usiminas.com, diogo.goncalves@usiminas.com

Site: http://www.usiminas.com/ri

USIM5_p.bmp

31 comentários sobre “USIM – USINAS SID DE MINAS GERAIS S.A.-USIMINAS

  1. Usiminas pode retomar exportações de minério de ferro

    O aumento nos preços do minério de ferro está incentivando a Usiminas a retomar as exportações da commodity. Caso isso aconteça, a Mineração Usiminas (Musa) terá que reativar pelo menos uma das três unidades de mineração que estão desativadas na região de Serra Azul, em Minas Gerais. Hoje, a empresa opera somente uma planta.

    Curtido por 1 pessoa

  2. ​Usiminas (USIM5): A agência de classificação de risco Fitch Ratings elevou o rating de probabilidade de inadimplência do emissor (IDR) de longo prazo em moeda estrangeira da Usiminas, sem perspectiva. De acordo com a agência, a elevação reflete a melhora da flexibilidade financeira da Usiminas após completar o processo de reestruturação da dívida, aliada a injeção de capital. Devido ao reagendamento da data de vencimento de 92% das dívidas da companhia, a empresa estaria melhor preparada para lidar com queda severa da demanda pelo aço brasileiro, segundo a Fitch.

    Curtir

  3. Usiminas (USIM5): Os sócios controladores da cia – os grupos ítalo-argentino Ternium/Techint e o japonês Nippon Steel – não chegaram a um acordo em reunião realizada ontem a pedido da Justiça, em Belo Horizonte. O encontro ocorreu na tentativa de colocar um fim no embate entre os sócios, que já dura quase dois anos. A Nippon Steel discorda, dessa vez, da eleição do novo presidente da siderúrgica mineira, Sergio Leite, alegando que não houve consenso no bloco de controle, conforme exige o acordo de acionistas. Em processo que corre em segredo de Justiça, a companhia pede ainda um interventor para a companhia.

    Curtir

    • Usiminas (USIM5): A cia está negociando com bancos prorrogar um acordo de 120 dias que vence este mês e que suspendeu obrigações da empresa envolvendo empréstimo de R$4 bilhões, disseram quatro fontes com conhecimento do assunto. A Usiminas contatou Itaú Unibanco, Bradesco, Banco do Brasil e BNDES para prorrogar o prazo do acordo conhecido como “standstill” por pelo menos 30 dias, disseram as fontes. O acordo de standstill, acertado no fim de março, vence na sexta-feira da próxima semana.

      Curtir

  4. Usiminas – imbróglio entre sócios segue sendo um problema
    Segundo o Estadão, acabou de vez a trégua entre a japonesa Nippon Steel e o grupo ítalo-argentino Ternium, subsidiária da Techint, que são sócios do bloco de controle da Usiminas.
    A Nippon entrou com um processo na Justiça mineira, que está sob sigilo, para derrubar o presidente da siderúrgica Sérgio Leite, eleito no dia 25/05, apurou o Estado. Leite substituiu o executivo Rômel de
    Souza, que era nome de confiança do grupo japonês. A Justiça de Minas deverá decidir sobre o tema nos próximos dias. Fontes ligadas ao grupo japonês afirmaram que a eleição de Leite foi irregular, uma vez que não houve consenso. Pelo acordo de acionista da companhia, vigente até 2031, os dois controladores precisam entrar em acordo nesse tipo de deliberação. A Nippon foi contra a nomeação de Leite. “Mas, mesmo assim, decidiram no dia 25 pela votação dele na reunião de conselho”, disse uma pessoa que participou da votação. Souza teria se aposentado, segundo fontes.

    Curtir

  5. CSNA / Usiminas : O presidente do Cade, em decisão tomada no fim de semana, autorizou a CSN indicar representantes ao conselho de administração da Usiminas na assembleia geral ordinária (AGO) marcada para o dia 28. A decisão deverá causar discussões na siderúrgica mineira e entre seus acionistas do bloco de controle. Eles são contrários à presença da CSN por se tratar de concorrente direta da Usiminas no mercado brasileiro de aço plano. Segundo apurou o Valor, os acionistas vão avaliar hoje se vão tomar alguma medida judicial à decisão do Cade. Ele acolheu parecer da procuradoria do órgão e se pautou também em nova petição da CSN, do mesmo dia, pedindo urgência de análise devido ao exíguo prazo até a AGO. O procurador do órgão havia recomendado a flexibilização do impedimento da CSN em usar sua participação acionária – 14,1% de papéis ON e 20,7% de PN – na concorrente. Desde 2012, a CSN está com seus direitos políticos na Usiminas congelados pelo Cade. Usiminas e Nippon Steel já manifestaram ao Cade na fase de análise que são contra o pleito da CSN.

    Curtir

    • Usiminas (USIM5): A cia vai recorrer da decisão da presidência do Cade que pode abrir caminho para que a concorrente CSN indique membros para o seu Conselho de Administração, afirmou uma fonte próxima do assunto nesta segunda-feira. A presidência do Cade acolheu na sexta-feira passada parecer jurídico permitindo que a CSN indique dois membros titulares e um suplente para o Conselho de Administração da Usiminas. Os membros do Conselho serão eleitos na assembleia de acionistas marcada para quinta-feira, 28 de abril. A decisão ainda precisa passar pelo tribunal do Cade, que tem sessão marcada para quarta-feira.

      Curtir

  6. USIMNAS – 3º TRIMESTRE – 2015 – PREJUÍZO

    SÃO PAULO – A Usiminas apresentou prejuízo líquido atribuível a controladores de R$ 1,03 bilhão em seu balanço do terceiro trimestre. No mesmo período do ano passado, a siderúrgica havia amargado perdas de R$ 24,4 milhões. A deterioração foi tão forte que as contas da empresa ficaram negativas já na linha de resultado bruto. Enquanto a receita

    Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.valor.com.br/empresas/4292300/prejuizo-da-usiminas-dispara-no-terceiro-trimestre ou as ferramentas oferecidas na página.
    Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor (falecom@valor.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.
    FONTE: http://www.valor.com.br/empresas/4292300/prejuizo-da-usiminas-dispara-no-terceiro-trimestre

    Curtir

  7. BALANÇO 2T 2015 – os principais indicadores operacionais e financeiros:
    ? Volume de vendas de aço de 1,3 milhão de toneladas;
    ? Volume de vendas de minério de ferro de 1,2 milhão de toneladas;
    ? EBITDA Ajustado consolidado de R$227,2 milhões e margem de EBITDA Ajustado de 8,5%;
    ? Capital de giro em 30/06/15 de R$2,7 bilhões;
    ? Investimentos de R$226,1 milhões;
    ? Caixa de R$2,9 bilhões.

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s