CSRN – CIA ENERGETICA DO RIO GDE NORTE – COSERN

BMFBovespa: CSRN3; CSRN5; CSRN6

A COSERN é uma Companhia distribuidora de energia elétrica, com atuação no Estado do Rio Grande do Norte, que atende 167 municípios. Sua área de concessão engloba 52.797 Km², o que corresponde a 100% do território do Estado, outorgada pelo Decreto de 30 de dezembro de 1997 e regulada pelo Contrato de Concessão de Distribuição nº.08, firmado em 31 de dezembro de 1997 com vigência até 31 de dezembro de 2027.

A COSERN foi constituída em 14 de dezembro de 1961. Em 12 de dezembro de 1997, a Emissora foi privatizada, por meio do leilão realizado na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro, no qual o consórcio formado pela Coelba, Neoenergia (a época denominada Guaraniana) e UPTICK Participações adquiriu 77,92%. Atualmente, a COSERN possui a seguinte composição acionária: Neoenergia S.A. (84,45%); Iberener (7,01%); Uptick Participações S.A.(5,82%); Previ (1,54%).

Em março de 2010, a COSERN recebeu o grau de investimento em escala global da agência de classificação de risco Standard & Poor´s, com rating BBB– na Escala Global e brAAA na Escala Nacional Brasil.

A distinção é uma forma de reconhecimento que a Standard & Poor´s fez ao Grupo pelo seu histórico de consciência na melhoria da administração financeira e operacional, pelo crescimento do mercado em sua área de concessão e por sua adequada estratégia de investimentos.

O grau de investimento representa, para o Grupo, menores custos de captação, o que fortalece o seu potencial de crescimento.

Conforme previsto no Contrato de Concessão da COSERN, A ANEEL, através da Resolução Homologatória nº. 1.139, de 19 de abril de 2011, publicada no diário oficial da união de 20 de abril de 2011, fixou em 12,40% o índice médio de reajuste tarifário para a Companhia, sendo 7,32% relativos ao reajuste tarifário anual e 5,08% aos componentes financeiros.

O efeito médio total a ser percebido pelos consumidores cativos é de 9,86% sendo 9,70% para os atendidos em baixa tensão (residências e outros) e 10,27% para os de alta tensão (indústrias e comércio de médio e grande porte), com vigência até 21/04/2012.

Anúncios

4 comentários sobre “CSRN – CIA ENERGETICA DO RIO GDE NORTE – COSERN

  1. LL 184M – 23,2%x3T12
    Destaques:
    – crescimento da energia Injetada, Distribuída e Vendida pelas Distribuidoras do
    no 3T13
    – aumento da Capacidade Instalada, Energia Assegurada pelas Geradoras e Número de Consumidores

    Curtir

  2. Informações Trimestrais – 30/06/2012

    A COSERN é uma Companhia distribuidora de energia elétrica, com atuação no Estado do Rio
    Grande do Norte, que atende a uma população estimada de 3.014 mil habitantes em 167
    municípios. Sua área de concessão engloba 52.797 Km2, o que corresponde a 100% do território do Estado.

    Em junho de 2012 o número de consumidores ativos apresentou um aumento de 3,33% em relação ao mesmo período do ano anterior, o que significa um aumento de 38.234 novos consumidores, representando cerca de 105 novas ligações por dia.

    A Companhia vem realizando investimentos tanto na área técnica quanto comercial, visando
    melhorar a qualidade do fornecimento de energia, atender o crescimento do mercado e garantir a satisfação de seus clientes. Neste trimestre foram investidos cerca de R$ 43.147.
    Os recursos aplicados nesse período foram direcionados a projetos de ampliação e reforço da
    rede de distribuição de energia elétrica, atendimento ao aumento da demanda, novas ligações e extensão de redes.

    A Companhia apresentou, no segundo trimestre de 2012, uma Receita Bruta 21,70%
    superior à alcançada no mesmo período de 2011, enquanto que a Receita Líquida teve um
    acréscimo de 25,57% quando comparados os segundos trimestres dos exercícios 2012 e
    2011. Dado as variações acima houve um acréscimo de R$ 87.267 na Receita Bruta e de
    R$ 70.206 na Receita Líquida

    Os custos e despesas operacionais no primeiro trimestre de 2012 tiveram um aumento de 32,73%, correspondente a R$ 68.048, em relação ao mesmo trimestre do exercício de 2011.

    A Companhia apresentou um resultado financeiro líquido de R$ 175 positivo no segundo
    trimestre de 2012, contra R$ 1.362 negativo no mesmo período de 2011.

    Em junho de 2012 o quadro de empregados da empresa teve um aumento de 1,10% em relação ao mesmo período do ano anterior. O número de consumidores apresentou um acréscimo de 3,33% refletindo no crescimento da relação Consumidores / Empregados.

    As classes residencial e iluminação pública foram as que apresentaram maior crescimento relativo, quando comparados os meses de junho 2012 e junho 2011. Na classe Residencial o crescimento foi de 3,38%, que refletiu o crescimento vegetativo do número de domicílios no Estado. Na classe iluminação pública o crescimento de 8,18% foi ocasionado pela atualização de cadastro. Em números absolutos, porém, a classe residencial foi a que apresentou maior evolução com um incremento de 33.216 consumidores.

    A classe industrial apresentou queda de 2,94%, quando comparados os meses de junho de 2012 e junho de 2011. A redução do número de consumidores foi um reflexo do processo de desindustrialização por que passa a economia norte-riograndense, com fechamento de várias indústrias nos últimos meses.

    O número de consumidores residenciais corresponde a 85,82% do total, equivalente a 1.017.332 consumidores. A participação de clientes de baixa renda mostra uma queda comparado com o mesmo período do ano anterior, em virtude da migração de consumidores para a classe residencial normal devido a mudança nas faixas de consumo do baixa renda, conforme a adequação a Resolução ANEEL nº. 414.

    No segundo trimestre de 2012 o mercado cativo da Companhia apresentou um acréscimo de 8,59%, em relação ao mesmo período de 2012, o que representa um aumento de 81.256 MWh, com acréscimos significativos nas classes residencial, rural e poder público e serviço público.
    A maior evolução 82,03% ocorreu na classe rural devido a maior utilização de irrigação artificial em razão da pouca ocorrência de chuvas.

    A classe industrial teve uma queda de 17,31%, justificado pelos setores têxteis e de confecções que vem demonstrando declínio nos últimos meses, inclusive com o fechamento de importantes indústrias.

    O Balanço Energético da Companhia indica que 80,87% da energia circulada pela rede da
    distribuidora foi proveniente de Contratos de Comercialização de Energia Elétrica no Ambiente
    Regulado – CCEAR. O restante 19,13%, foi atendido pela Termoaçu e pelo Programa de
    Incentivo as Fontes Alternativas de Energia Elétrica – PROINFA.

    O mercado livre exigiu a entrega de 176.731 MWh de energia durante o segundo trimestre de
    2012, representando um acréscimo de 10,43% em relação ao mesmo período do ano anterior,
    justificado pelo movimento de migração de alguns consumidores para o mercado livre. O
    movimento de migração para o mercado livre dos clientes em condições de optar pelo
    fornecedor de energia elétrica iniciou-se em maio de 2002, representando neste trimestre,
    13,13% da energia injetada pela Companhia.

    Nota: R$ mil

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s